Narrativas Fílmicas E Videojogos – Contrapondo jogos e narrativas, procurámos compreender as características específicas de cada um destes sistemas textuais: o desafio e o relato, a emergência e a tangibilidade, a intervenção e a contemplação, a interpelação e a transparência, entre outras. Dividido em quatro grandes áreas de análise – ações, textos, tecnologias e procedimentos – procura-se neste livro identificar aspectos decisivos e específicos não só das narrativas fílmicas e dos videojogos, mas também, de forma mais abrangente, averiguar os princípios fundamentais da ludicidade e da narratividade.
Os filmes e os videojogos são na atualidade duas das formas mais relevantes da paisagem midiática, da criação artística e das indústrias culturais.
Se o cinema se tornou um dos meios dominantes de expressão e criação ao longo do século XX, os videojogos têm-se apresentado, desde o fim daquele período, como um seu sério concorrente – e em diversos aspectos: no que respeita, por exemplo, à evolução tecnológica, à invenção formal, à relevância econômica ou à influência social.
Esta ideia de concorrência não deve, porém, denotar qualquer presunção de incompatibilidade. Pelo contrário, qualquer observação atenta permite verificar que é, sobretudo, numa lógica de integração e reciprocidade que estas duas manifestações culturais coabitam: por um lado, inserindo-se, frequentemente, em estratégias de produção e promoção convergentes ou mesmo coincidentes; por outro, propiciando uma recíproca influência artística, fazendo transitar gramáticas, temáticas e
estilísticas entre os dois universos criativos.
O trabalho que agora apresentamos propõe-se compreender e explanar as relações entre estes domínios, e fazê-lo de um ponto de vista muito específico: escusando-nos à abordagem economicista, sociológica, política ou psicológica e elegendo uma perspectiva sistemática – interessa-nos perceber os filmes e os videojogos a partir da sua organização formal e da sua lógica funcional. Esta é, estamos em crer, a estratégia epistêmica mais pertinente para a compreensão daqueles tipos de texto enquanto realidades discursiva e fenomelogicamente complexas, isto é, a abordagem que melhor pode contribuir para a compreensão das relações entre as partes e o todo dos objetos em análise e da relação destes com os seus utilizadores.

Camisa Bicicleta

Deixe uma resposta