Federalismo, Políticas Públicas E Reforma Do Estado – Esta obra tem como objeto de estudo o modelo federalista brasileiro e de que maneira o mesmo emperra uma melhor efetivação das políticas públicas no Brasil.
Dentro dessa perspectiva cogita-se entender o modelo federal brasileiro desde seu surgimento até a sua presença nas diversas Constituições; O modelo adotado na atual Constituição promulgada em 1988 e como impactou nas políticas públicas nas três esferas de Poder ( União, estados e municípios); Como a chamada Reforma do Estado da década de 90 do século XX concebeu e implantou as políticas públicas sob uma ótica gerencial de Administração do estado.
A pesquisa desenvolveu-se por meio da análise de bibliografia relacionada ao assunto, bem como, de documentos oficiais produzidos pela Administração nas esferas da União e de estado. No nosso caso utilizamos dados do estado de Mato Grosso que serviu de ilustração para a presente pesquisa.
A relevância da pesquisa do presente tema, centra-se no entendimento do Federalismo enquanto fio condutor do Estado tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos passa por entendermos suas históricas origens e de que maneira refletiram no caminho dessas duas nações. Optamos por mostrar como deu-se a formação do modelo norte-americano, até mesmo por ser ele matriz inspiradora para que os republicanos brasileiros que a proclamaram em novembro de 1889.
O marco fundacional do federalismo nos Estados Unidos foi a Convenção da Filadélfia no ano de 1787, onde após onze anos de guerra contra a Inglaterra as Treze Colônias, por meio de seus representantes, promulgaram a Constituição que ainda vigora até os dias de hoje. O movimento de independência norte-americano ficou caracterizado pela presente afirmação de que as Treze Colônias não se submeteriam uma às outras e não mais aceitariam a imposição de uma sobre a outras, ou de uma ordem única partida de uma só delas.

Camisa Drummond

Deixe uma resposta