Escrita: Uma Breve Introdução – A civilização não pode existir sem a língua falada, mas pode sem a comunicação escrita. A poesia grega de Homero foi primeiro transmitida de forma oral, guardada na memória, assim como os Vedas, os hinos dos antigos hindus, que durante muitos séculos não foram registrados por escrito. O império sul-americano dos incas conseguia ser administrado sem escrita.
Ainda assim, quase toda sociedade complexa – antiga ou moderna – acabou precisando de um ou mais tipos de escrita. O ato de escrever, apesar de não ser fundamental como a comunicação oral, é um marco definidor da civilização. Sem a escrita, não pode haver acúmulo de conhecimento, registros históricos, ciência (apesar de tecnologias simples poderem existir) e, é claro, livros, jornais, e-mails ou internet.
No século V a.C., o filósofo grego Sócrates (que reconhecidamente nunca publicou uma palavra) apontou nossa ambivalência em relação à “palavra visível” em sua história sobre o deus egípcio Toth, o mítico inventor da escrita. Toth foi ver o rei em busca da bênção real para o seu instrutivo invento. Em vez de elogiá-lo, o rei disse:
Você não inventou o elixir da memória, mas da lembrança; e você oferece aos seus pupilos a aparência da sabedoria, e não a sabedoria verdadeira, porque eles lerão muitas coisas sem explicações e por isso parecerão saber muitas coisas, quando em grande parte são ignorantes.
A escrita é parte integrante e essencial em nossas vidas. Mas quando, onde e como ela surgiu? Um dos mistérios mais intrigantes da humanidade, a história da escrita remonta aos primórdios da civilização e ainda hoje gera debates calorosos sobre sua origem. Partindo dos sistemas mais primitivos, como os hieróglifos e a escrita cuneiforme, Escrita: Uma Breve Introdução responde a tais questões e traça uma linha evolutiva dessa forma de linguagem hoje indispensável ao homem. Fazendo um paralelo entre o passado e o presente, Robinson explica, também, de que forma a revolução tecnológica dos últimos anos influenciou nossa capacidade de decifrar novos códigos e qual será o futuro dos sistemas de escrita.

Camisa Vendo Mais Longe

Deixe uma resposta