A Mentira Nua E Crua – Muitos têm sido os livros publicados ultimamente que tratam deste assunto. Sabe-se perfeitamente que quando a criatura humana apareceu sobre a Terra, trouxe consigo a tendência congênita para ocultar a verdade, desde que esta podia lhe ser nociva e, com isto, carregar consigo o hábito de valer-se da simulação e outros artifícios, talvez, a princípio, realizados de forma absolutamente inconscientes e totalmente involuntários.
A Mentira Nua E Crua trata exatamente da carpintaria armada pelos mentirosos, como um meio fácil e ao alcance de todas as inteligências, dando a entender ao leitor que cada criatura humana, chegada a ocasião, diz a sua mentira e, se não mente ao falar, mente no escrever. Se não mente com os lábios, mente com os gestos, com o olhar, com a expressão do rosto, com a atitude do corpo. Mente, com frequência, mesmo quando afirma ser sincera.
Na família, na escola, na oficina, nos campos, nas reuniões alegres, nas cerimônias fúnebres, nos cemitérios, onde, do alto dos monumentos, na fria pompa dos epitáfios, até os mortos menos dignos de serem chorados, são recordados como se fossem santos, como exemplos de virtudes domésticas e cívicas.
Cunha, no entanto, vai muito além da carpintaria em A Mentira Nua E Crua. Observador de ampla cultura profissional como jornalista, em um rápido olhar através da evolução da sociedade, passa para o lado da formulação, articulando os vários momentos da vida humana em seu desfilar por épocas plurisseculares até a Idade Contemporânea, demonstrando como a ficção e a mentira encontraram nas condições ambientais e na própria civilização, um poderoso impulso para o seu progresso, até quase se tornarem norma de conduta na vida, obstante a moral de todos os tempos procurar libertar a criatura humana da hipocrisia e da mentira, para poder desenvolver seu eu sincero.
Finda a leitura, e quanto mais analisamos as pessoas, não custará entender o quanto o autor buscou razões para concluir que, mais cedo ou mais tarde, sempre se chega à terrível verdade universal chamada “natureza humana”.

Camisa “Espere Eu Acabar Esse Capítulo!”

Deixe uma resposta