Enciclopédia Das Ciências Filosóficas: 200 Anos – O Congresso Internacional da Sociedade Hegel Brasileira (SHB) é um evento que ocorre a cada dois anos com a finalidade de promover o intercâmbio científico-filosófico sobre estudos e pesquisas relativas à filosofia de G. W. F. Hegel desenvolvidos no Brasil e internacionalmente. G. W. F. Hegel é um dos pensadores mais reconhecidos na história da filosofia contemporânea.
Sua obra suscita, desde sua publicação, diversas questões quanto à intenção e alcance especulativo do sistema hegeliano, que justificam não apenas seu estudo contínuo, como também um esforço sempre renovado de reinterpretar sua filosofia à luz dos novos contextos históricos e filosóficos. Em 2017, comemorou-se 200 anos da 1ª edição da Enciclopédia Das Ciências Filosóficas em Compêndio.
Nessa obra, Hegel expõe um dos últimos, senão último, grande sistema da história da filosofia, capaz de conciliar um pensamento lógico-dialético-especulativo consciente de si próprio com a natureza e o espírito, em especial, com o conhecimento, a liberdade, a história, a ética, o direito, a estética, a religião, a filosofia e a sua história.
Para marcar esta data a SHB organizou o IX Congresso Internacional, realizado na Universidade Estadual Paulista UNESP/Marília, com a colaboração do Grupo Hegel e o Idealismo Especulativo (GHIE) e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia, de 08 a 10 de novembro de 2017.
Agemir Bavaresco (PUCRS) e Eduardo Lara (PUCRS), em Silogismo e a crítica da economia política, escrevem: “Os empreendimentos intelectuais de Hegel e Marx continuam relevantes para um exame do mundo contemporâneo. Ambos os autores analisaram, ainda que a partir de diferentes abordagens, elementos importantes das sociedades capitalistas modernas.
Traçar as conexões precisas entre os dois pensadores, no entanto, ainda é um desafio — muito embora atualmente seja claro que essas relações não são de idealismo versus materialismo, mas, que envolvem, precisamente, a superação desse dualismo, conforme mostraram as tradições do Marxismo Ocidental e da Teoria Crítica. Em sua versão anglófona, essas investigações cresceram e se expandiram em diferentes tendências, entre essas, notadamente, a Nova Dialética.

Camisa “E Viva A Diferença!”

Deixe uma resposta