O Brasil E A América Do Sul: Desafios No Século XXI – A América do Sul é uma prioridade da política externa brasileira.
Contudo, verifica-se sério déficit de reflexões e de textos sobre a América do Sul e sobre os países da região.
Com o objetivo de contribuir para estimular o estudo e a pesquisa sobre questões do continente sul-americano, a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) instituiu, em 2005, o Prêmio América do Sul, a ser concedido anualmente aos autores das três monografias selecionadas por uma douta Comissão Julgadora. A iniciativa tem como público alvo a comunidade brasileira de Mestres e Doutores.
O Brasil E A América Do Sul: Desafios No Século XXI foi o tema para esta primeira edição do Prêmio América do Sul.
A Banca Julgadora dos trabalhos concorrentes foi integrada pelos Professores Paulo Vizentini (Universidade Federal do Rio Grande do Sul –UFRGS), Tullo Vigevani (Universidade Estadual de São Paulo – UNESP), e Eugênio Vargas Garcia (Instituto Rio Branco – IRBr).
Em ato realizado no Palácio Itamaraty, em Brasília, o Secretário-Geral das Relações Exteriores, Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, entregou, em 20 de dezembro de 2005, os prêmios aos três primeiros colocados:
– Tatiana Lacerda Prazeres (Universidade de Brasília – UnB) “A Integração Sul-Americana: uma ideia ainda fora do lugar?”
– Ângela Maria Carrato Diniz (Universidade de Brasília – UnB) “Identidade, Desenvolvimento e Integração: Desafios para o Brasil e a América do Sul no Século XXI”
– Maurício Santoro Rocha (Universidade Cândido Mendes – UCAM) “Desenvolvimento como Integração”
A publicação deste livro com as três monografias premiadas faz parte do regulamento do Concurso Prêmio América do Sul – contribuição da FUNAG para a integração regional.

Camisa “E Viva A Diferença!”

Deixe uma resposta