Tania Maria Fernandes & Renato Gama-Rosa Costa – Histórias De Pessoas E Lugares: Memórias Das Comunidades De Manguinhos
Este belo livro de Tania Maria Fernandes e Renato Gama-Rosa Costa busca reconstituir a história de pessoas e lugares do território de Manguinhos, que, até bem pouco tempo, era mais reconhecido pelas instituições e empresas nele presentes do que pelas populações que o habitavam.
O contexto urbano complexo e vulnerável do qual fala a obra envolve diversas favelas ao redor da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com seus inúmeros problemas socioambientais e sanitários.
A preocupação de alguns pesquisadores da Fiocruz sobre os desafios do que e como fazer frente a esta realidade acabou gerando um projeto intitulado Laboratório Territorial de Manguinhos (LTM), desenvolvido na Fiocruz, uma parceria entre a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp), a Escola Politécnica Joaquim Venâncio (EPSJV), a Casa de Oswaldo Cruz (COC) e o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict).
Parcerias estas que, desde 2003, vêm se estabelecendo através de um tortuoso, difícil, porém desafiador e gratificante percurso de pesquisa-ação.
O presente livro é um dos resultados da parceira entre o Laboratório Territorial de Manguinhos e a COC. Resulta não apenas do trabalho acadêmico dos autores, mas do acolhimento de Nísia Trindade Lima, então diretora da Casa de Oswaldo Cruz, que compreendeu a importância da história das pessoas e seus lugares de vida na constituição de processos virtuosos de promoção da saúde, vislumbrando como um trabalho importante também para a COC.
O Laboratório Territorial de Manguinhos é um projeto-processo que busca criar bases conceituais e operacionais para uma promoção da saúde emancipatória, de base territorial, contextual e dialógica.
Para nós, ela é entendida como processo dinâmico de mediações e constituição de campos relacionais, cognitivos e éticos, entre sujeitos individuais e coletivos para solidariamente estabelecerem mecanismos de compartilhamento dos recursos disponíveis na sociedade.
Uma promoção da saúde repensada como processo dialético voltado à produção de conhecimentos e práticas que favoreçam a constituição de espaços, em busca de conquistas para a liberdade e o exercício dos direitos humanos fundamentais, tendo por mote temas de saúde e seus determinantes socioambientais.

 

Camisa Mosaico

Deixe uma resposta