Rubem Braga – 50 Crônicas Escolhidas

Posted on Leave a commentPosted in Literatura Brasileira

50 Crônicas Escolhidas – Rubem Braga manteve fidelidade à crônica do final dos anos 1920 até 1990, ano de sua morte. Foi repórter policial, repórter de guerra na Itália, trabalhou para televisão, e sobretudo foi cronista diário, um poeta “espião da vida”. E assim seu nome virou legenda. Tinha o gosto da poesia e chegou a compor bons sonetos. Mas sua conquista da poesia foi por outros caminhos.
Teve origem na atividade jornalística, lá onde os fatos comuns eventualmente a revelam ou, na falta de bom minerador, sepultam-na para sempre. (mais…)

Rubem Braga – Ai De Ti, Copacabana

Posted on Leave a commentPosted in Literatura Brasileira

Ai De Ti, Copacabana reúne crônicas, escritas de abril de 1955 a março de 1960, selecionadas e organizadas pelo próprio autor. As crônicas, impregnadas com o amor do autor à vida simples, dos humildes e sofredores, abordam assuntos do dia-a-dia, da infância, da mocidade e dos primeiros amores.
As primeiras foram escritas em Santiago do Chile, onde o autor era diretor do Escritório Comercial do Brasil, órgão do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio. Outras foram escritas no Brasil ou em Nova Iorque. Entre as crônicas que abordam os temas mais comuns da obra de Rubem Braga – a natureza, os amigos, a infância, o cotidiano –, destaca-se aquela que dá título ao livro, em que o cronista enumera vinte e duas razões para o desaparecimento de Copacabana. (mais…)