Marcos Augusto Gonçalves – 1922: A Semana Que Não Terminou

Posted on Leave a commentPosted in Artes, História, Literatura, Poesia

1922: A Semana Que Não Terminou – Noventa anos depois da Semana de Arte Moderna de 1922, Marcos Augusto Gonçalves faz uma crônica saborosa e esclarecedora das etapas que culminaram no prestigiado evento. O jornalista nos mostra como Di Cavalcanti, Mário e Oswald de Andrade, entre outros artistas e representantes da elite paulistana, armaram no Teatro Municipal de São Paulo o festival de arte que, com o passar dos anos, transformou-se numa espécie de mito sobre a fundação da cultura moderna no Brasil. (mais…)