Manuela Penafria (Org.) – Tradição E Reflexões

Tradição E Reflexões: Contributos Para A Teoria E Estética Do Documentário – Entender o documentário como o “tratamento criativo da realidade”, não é apenas uma definição, mas um modo de o problematizar (como sabemos, esta definição é atribuída a John Grierson, nos anos 30).
Logo à partida, esta proposta refere o “tratamento criativo” como condição de afirmação de um filme que toma como ponto de partida o registo da realidade Continuar lendo

Manuela Penafria – O Paradigma Do Documentário

O Paradigma Do Documentário: António Campos, Cineasta – O percurso do cineasta António Campos é estudado tendo como objectivo maior contribuir para o conhecimento do património cinematográfico português.
Ao fixarmos a nossa reflexão na filmografia de António Campos tentámos averiguar o lugar aí reservado ao documentário. Continuar lendo

Manuela Penafria & Índia Mara Martins (Orgs.) – Estéticas Do Digital

Estéticas Do Digital: Cinema E Tecnologia – O Cinema é, seguramente, uma das formas de expressão mais marcadas pela sua dimensão tecnológica e a sua História está repleta de filmes que manifestam, por vezes com notável evidência, a importância decisiva dos dispositivos técnicos. Assim sendo, de que modo as chamadas “novas tecnologias”, ou “tecnologias digitais”, afetam a produção, a realização, a distribuição e a exibição cinematográficas? Continuar lendo

Manuela Penafria & Outros (Orgs.) – Revisitar A Teoria Do Cinema

Revisitar A Teoria Do Cinema: Teoria Dos Cineastas Vol.III – O presente volume pretende concretizar o que os títulos dos anteriores volumes da série “Teoria dos Cineastas” apenas enunciaram, ou seja, a originalidade dos cineastas (Ver, ouvir e ler os cineastas, Vol. I) e a possibilidade de diálogo com a teoria do cinema (Propostas para a teoria do cinema, Vol. II).
No volume III, Revisitar A Teoria Do Cinema, a intenção é propor novos olhares sobre a teoria, à luz da reflexão original dos cineastas que, embora se coloquem afastados do discurso científico e académico, dialogam com esse discurso, uma vez que se cruzam com questões debatidas pela teoria do cinema. Continuar lendo