Fernando Vonsowski Calheiros – “Terra, Trabalho E Teto”

Fernando Vonsowski Calheiros – “Terra, Trabalho E Teto”: Ocupação Amarildo De Souza E A Luta Por Reforma Agrária Popular Na Grande Florianópolis
O movimento autodenominado Ocupação Amarildo de Souza ganha notoriedade pública nos anos 2013/2014 ao propor realizar a união entre as bandeiras de luta do campo e da cidade.
Por meio do lema “Terra, Trabalho e Teto”, apresenta de maneira inédita o novo projeto de Reforma Agrária Popular do MST como perspectiva de ação dentro do espaço metropolitano.
A partir das questões relacionadas à crise nas cidades no contexto neoliberal, o presente livro propõe analisar o caso do movimento Amarildo buscando identificar, sobretudo, elementos que possibilitem uma reflexão crítica acerca do conflito estabelecido em torno da atual disputa pela terra, bem como dos limites e desafios colocados às lutas populares em prol de uma maior democratização do espaço na Grande Florianópolis.
“Terra, Trabalho e Teto” coloca na cena política aquela velha senhora que tantos intelectuais e organizações políticas insistem em invisibilizar: a luta de classes.
Situado no campo acadêmico dos movimentos sociais, Fernando faz uma espécie de descrição densa do Movimento de Ocupação Amarildo – como ele define – partindo do campo consagrado da sociologia dos movimentos sociais, mas ultrapassando seus cânones, alçando o estudo para uma análise de fundamento marxista, esforço que é, também, o de seu orientador.
Se debruça com garra e com gana sobre esse movimento que foi o acontecimento político mais significativo de 2014 em Santa Catarina. Fazem parte do trabalho um conjunto precioso de panfletos, artigos, documentos, gráficos, mapas, fotos e falas de diferentes sujeitos envolvidos no processo.
A Ocupação Amarildo meteórica, contundente, talvez fugaz, precisava com urgência de um registro qualificado. Ei-lo, agora, aqui: na forma de livro, fruto de um trabalho de conclusão de curso (TCC) das Ciências Sociais. Sim, não nos enganemos: trata-se de um trabalho de graduação e não de uma dissertação.
Analisando minuciosamente o contexto no qual emergiu a Ocupação Amarildo, em dezembro de 2013, “Terra, Trabalho e Teto” nos mostra como Florianópolis recebeu a velha senhora no momento em que vários acontecimentos políticos relevantes do ponto de vista dos movimentos sociais aconteciam no país, como a conclusão dos trabalhos da Comissão Nacional da Memória e da Verdade, Jornadas de Junho, preparativos da Copa – com seus trágicos desdobramentos para os pobres e para os fundos públicos –, lutas indígenas também nas cidades, desaparecimento de Amarildo de Souza, acirramento da criminalização dos movimentos populares.

 

Camisa “Espere Eu Acabar Esse Capítulo!”