Fernando Pessoa – Aforismos E Afins

Posted on Leave a commentPosted in Literatura, Literatura Estrangeira

Aforismos E Afins – Além de poeta – ou, em alguma medida, como todo grande poeta -, Fernando Pessoa foi também um exímio frasista. Aforismos E Afins à tona essa vertente de Pessoa.
Aforismos E Afins traz à tona a vertente de exímio frasista do poeta português. Esta edição, que mantém a ortografia portuguesa original, é resultado de um cuidadoso trabalho de estabelecimento de texto, e traz um breve aparato crítico que, embora preparado por um especialista – Richard Zenith -, não se distancia dos interesses do leitor comum. (mais…)

Fernando Pessoa – Livro Do Desassossego

Posted on Leave a commentPosted in Literatura Estrangeira

De publicação póstuma, o Livro Do Desassossego é o texto de Fernando Pessoa que mais se presta ao debate acerca da correta apresentação dos trechos que o compõem.
Composto de centenas de fragmentos, dos quais Fernando Pessoa publicou apenas doze, o narrador principal (mas não exclusivo) das centenas de fragmentos que compõem este livro é o “semi-heterônimo” Bernardo Soares.
Ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa, ele escreve sem encadeamento narrativo claro, sem fatos propriamente ditos e sem uma noção de tempo definida. Ainda assim, foi nesta obra que Fernando Pessoa mais se aproximou do gênero romance. (mais…)

Walmir Ayala (Org.) – Fernando Pessoa: Cartas De Amor

Posted on Leave a commentPosted in Literatura, Poesia

Quem buscar arroubos ou especiais conceitos afetivos, nestas curiosas cartas de amor de Fernando Pessoa dirigidas a Ophélia Queiroz, certamente se decepcionará.
Não resta dúvida de que esta relação, esta simpatia amorosa, serviu de veículo a mais uma faceta do plurivalente universo pessoano, já que se tratou de uma troca de declarações entre duas pessoas que se viam quase diariamente, o que tira o conteúdo lógico, ou objetivo, da natureza epistolar.
É certo que, entre os que se amam, estes recursos são comuns, uma espécie de detalhe a mais no complexo teor da envolvência amorosa, por si só contraditória, ou sem sentido, ou ridícula (como diria um dos heterônimos de Pessoa, o Álvaro de Campos, num famoso poema). (mais…)

Massaud Moisés – Fernando Pessoa: O Espelho E A Esfinge

Posted on Leave a commentPosted in Literatura, Poesia

Fernando Pessoa: O Espelho E A Esfinge reúne em nova edição, revista e aumentada, alguns ensaios que Massaud Moisés escreveu com o propósito de divulgar aspectos menos conhecidos da produção literária de Fernando Pessoa.
Desde 1957 o autor vem se dedicando à interpretação das múltiplas facetas desse grande poeta português da modernidade. Após a retrospectiva em torno da geração de Orpheu, e do primeiro quartel desse século, para situar devidamente o relevo alcançado pela atividade intelectual de Fernando Pessoa, este livro detém-se no estudo da controversa questão dos heterônimos, adiantando hipóteses hoje confirmadas pela crítica mais atenta.
Os demais ensaios destinam-se ao exame de outros aspectos da obra pessoana, como os seus fundamentos estéticos, a obra ficcional, a analogia com o Cidadão Kane e os “poemas dramáticos”. (mais…)

Cleonice Berardinelli – Cinco Séculos De Sonetos Portugueses: De Camőes A Fernando Pessoa

Posted on Leave a commentPosted in Poesia

Adentre este livro como quem embarca numa nau rumo a uma travessia literária venturosa. No horizonte abrem-se cinco séculos de poesia portuguesa. Assim, partimos do século xvi, descobrindo as vozes poéticas de escritores como Sá de Miranda, António Ferreira e Frei Agostinho da Cruz. As escalas são muitas em tempos, temas, estilos e poetas – alguns verdadeiros emblemas da língua, como Camões, Bocage, Antero de Quental e Fernando Pessoa. Outros, revelações de beleza e força lírica, como António Nobre e Guerra Junqueiro. Os portos se seguem e a viagem encontra mestres como Mário de Sá-Carneiro, Florbela Espanca e Sophia de Mello Breyner Andresen; e alguns tripulantes inesperados como José Saramago. Todos unidos pela bela arte portuguesa dos sonetos. ¿ Referência maior nos estudos da literatura portuguesa no Brasil, Cleonice Berardinelli se debruçou nesse vasto universo da poesia lusa para selecionar os mais de 250 sonetos aqui reunidos e apresentados em seus contextos históricos e literários. Terceiro volume da Coleção Cleonice Berardinelli, o livro apresenta, além da antologia de sonetos e de pequenos textos biográficos dos 33 poetas, ensaios da autora a respeito da obra desses autores. Cinco séculos de sonetos portugueses é um panorama singular da poesia portuguesa. Um mapa precioso para uma viagem de infinitas descobertas.