Eduardo Galeano – Memória Do Fogo Vol. I

Os Nascimentos é o primeiro volume da trilogia Memória do fogo. Neste trabalho poético, histórico, épico, fantástico, Eduardo Galeano – o autor de As veias abertas da América Latina, O livro dos abraços, Palavras andantes, entre outros – traça um painel vivo e emocionante da história latino-americana nos últimos quinhentos anos.
Escritos com maestria, os três livros que compõem esta Memória do fogo formam um inventário apaixonante da saga americana. Personagens, mitos, lendas, batalhas, vencedores e vencidos desfilam diante dos leitores em flashes carregados de lirismo e emoção.
Os Nascimentos abrange os séculos XV, XVI e XVII, As caras e as máscaras, os séculos XVIII e XIX, e O Século Do Vento, o século XX. Continuar lendo

Eduardo Galeano – As Veias Abertas Da América Latina

No prefácio, escrito em agosto de 2010, especialmente para esta edição de As Veias Abertas Da América Latina, Eduardo Galeano lamenta “que o livro não tenha perdido a atualidade”. Remontando a 1970, quando a maioria dos países do continente padecia facinorosas ditaduras, As Veias Abertas Da América Latina tornou-se um autêntico “clássico libertário”, um inventário da dependência e da vassalagem de que a América Latina tem sido vítima, desde que aqui aportaram os europeus, no final do século XV.
No começo, espanhóis e portugueses. Depois vieram ingleses, holandeses, franceses e, modernamente, os norte-americanos. Desde então o ancestral cenário permanece: a mesma submissão, a mesma miséria, a mesma espoliação. Continuar lendo

Eduardo Galeano – Memória Do Fogo Vol. III

O Século Do Vento encerra a trilogia Memória do fogo. Neste trabalho poético, histórico, épico, fantástico, Eduardo Galeano – o autor de As veias abertas da América Latina, O livro dos abraços, Palavras andantes, entre outros – traça um painel vivo e emocionante da história latino-americana nos últimos quinhentos anos.
Escritos com maestria, os três livros que compõem esta Memória do fogo formam um inventário apaixonante da saga americana. Personagens, mitos, lendas, batalhas, vencedores e vencidos desfilam diante dos leitores em flashes carregados de lirismo e emoção.
Os nascimentos abrange os séculos XV, XVI e XVII, As caras e as máscaras, os séculos XVIII e XIX, e O Século Do Vento, o século XX. Continuar lendo

Eduardo Galeano – Os Filhos Dos Dias

Você sabia…
…que o episódio de Adão e Eva mordendo a maçã não aparece na Bíblia?
…que o grego Eratóstenes mediu a cintura do mundo há dois mil e trezentos anos e errou por apenas noventa quilômetros?
…que até 2008 Nelson Mandela integrava a lista de terroristas perigosos para a segurança dos Estados Unidos?
…que até 1990 a homossexualidade era considerada uma doença mental segundo a Organização Mundial da Saúde?
…que ao enterro de Karl Marx compareceram onze pessoas, incluindo o coveiro?
…que a bicicleta foi, há um século, um instrumento de liberação feminina?
…que a cada duas semanas morre um idioma? Continuar lendo

Eduardo Galeano – O Livro Dos Abraços

Tratar a memória como coisa viva, bicho inquieto: assim faz Eduardo Galeano quando escreve. Sua memória pessoal e a nossa memória coletiva, da América. Quando escreve, ele mostra que a história pode – e deve – ser contada a partir de pequenos momentos, aqueles que sacodem a alma da gente sem a grandiloquência dos heroísmos de gelo, mas com a grandeza da vida.
Assim é este O Livro Dos Abraços. Em suas andanças incessantes de caçador de histórias. Galeano vai ouvindo de tudo. O que de melhor ouviu ele transforma em livros como este, onde lembra como são grandes os pequenos momentos e como eles vão se abraçando, traçando a vida. Continuar lendo