joa

Milagre em Joaseiro causou verdadeira revolução nos estudos sobre Padre Cícero. Nas lentes do antropólogo e historiador americano, Cícero não é santo nem impostor. A partir de pesquisas incansáveis nos baús que ocultavam a documentação da intolerância da hierarquia eclesiástica no processo contra o sacerdote – e sem descartar a montanha dos escritos de detratores e apologetas do religioso -, Della Cava soube se posicionar de maneira equidistante das linhas antagonistas de interpretação.
Apoiado em seus conhecimentos de história econômica e política, o brasilianista reconstitui o período longe das explicações simplificadoras e reducionistas em termos de fanatismos e messianismos. Simples e devoto, Cícero aparece no livro como tantos outros sacerdotes do Sertão do século XIX, erigido antes pelas circunstâncias que por qualquer característica pessoal notável a uma das figuras mais polêmicas da história do Brasil. Defensor involuntário de um “milagre”, foi denunciado pela Igreja como impostor, por temerosos coronéis e chefes políticos como perigoso agitador e aclamado pelas massas de sertanejos como santo injustiçado capaz de livrar os pobres e enfermos de suas aflições. Por um complexo jogo de fatores, coube ao obscuro sacerdote desempenhar um papel dos mais relevantes na vida política do Ceará, canalizando os descontentamentos das populações miseráveis e contendo-os, numa região onde já dominavam tendências milenaristas e onde era comum a prática religiosa marcada pela fé ingênua e exaltada e, por outro lado, comandando, em virtude das forças sociais e políticas que despertou, um movimento religioso e popular de grande amplitude.

epub

Deixe uma resposta