Paola Mondardo Sartori – A Extrafiscalidade Aplicada Às Energias Renováveis: Uma Análise Sob A Ótica Da Gestão E Proteção Ambiental
Não é de hoje a preocupação com o meio ambiente e sua constante degradação.
As possíveis formas de preservação ambiental são tema de debate constante nos diversos meios midiáticos, muito em razão de já serem palpáveis algumas das consequências ambientais acarretadas pelo nosso agir inconsequente.
É inegável que referido debate também orbita o setor energético, dado que os meios escolhidos atualmente pelo país para a geração de energia afetam agressivamente o ambiente.
O Brasil, no que pese ter como principal fonte de geração de energia as hidroelétricas, fonte de energia renovável, ainda que não completamente limpa, não possui geração significativa no que se refere as demais energias não poluentes, apesar de dispor de um potencial exorbitante, principalmente no que tange às fontes eólica e solar.
Em razão do alto potencial deste tipo de geração de energia, que é adquirido através de uma fonte inesgotável e não poluente, somando-se ainda ao acelerado crescimento da população, que possui como consequência um aumento significativo da demanda energética, é incontestável que este tipo de geração deve ser incentivado.
Tendo em vista o mencionado cenário, A Extrafiscalidade Aplicada Às Energias Renováveis se propôs, mediante um método dialético, a realizar um cotejo jurídico-dogmático entre o direito fundamental ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e a legislação vigente, com intuito de verificar quais os incentivos existentes no país até então, assim como realizar uma comparação entre o cenário nacional e internacional e, por fim, discorrer sobre as distintas possibilidades de aplicação, pelo Poder Público, do instituto da extrafiscalidade às energias renováveis, para que o mesmo consiga incentivar de modo mais eficaz este tipo de geração no território nacional.
A originalidade do trabalho está no estudo da extrafiscalidade aplicada às energias renováveis. A autora analisa o direito e a experiência estrangeira, nos Estados Unidos, na Europa e mesmo na China; compara com o Direito nacional e, ao final, analisa os incentivos e os mecanismos jurídicos existentes no país.

 

Camisa Guarda-Chuva

Deixe uma resposta