A Psicofísica Do Trabalho Industrial faz parte de uma série de trabalhos críticos em Ciências Naturais de Maximilian Carl Emil Weber. Neste texto, pouco estudado e até então não traduzido para o português, Weber buscou encontrar para si, seus colegas e alunos, um método de medida que capturasse uma ontologia social diferente, na qual as atitudes dos trabalhadores e seus “estados de alma” pudessem ser descobertos pelos próprios trabalhadores em seus próprios termos, mas também no contingente campo histórico em que estes trabalhadores operavam.
Esta proposta de ação é, nos dias atuais, o modelo metodológico de duas disciplinas complementares que atuam no campo do trabalho: a Ergonomia e a Psicodinâmica do trabalho, que abordaremos ao final. Este texto de Weber, pela sua forma minuciosa e detalhada de analisar a questão do trabalho industrial, constitui-se em uma verdadeira aula prática de metodologia de pesquisa em Ciências Sociais.
Segundo suas próprias palavras, a longa exposição pretendeu ser um “relatório da literatura”, mas vemos que o fôlego em esmiuçar as leituras de diversos autores, além de suas pesquisas documentais em uma indústria, confere ao texto o caráter de uma monografia.
As primeiras indagações de Weber, em A Psicofísica Do Trabalho Industrial, mostram sua surpresa com a ausência de análises complementares entre as pesquisas da antropologia, da fisiologia, da psicologia experimental e da psicopatologia com a análise sócio-científica do trabalho econômico. Para Weber, a relação entre estas disciplinas seria não só possível, mas desejável para melhor entendimento dos impactos nas condições do trabalho e da produção. A grafia em itálico das palavras sócio-científica e em seguida da palavra trabalho mostra que o autor tem um olhar de sociólogo ante a carência de estudos interdisciplinares para a análise do trabalho econômico. Novamente o itálico na palavra trabalho traz à baila a ideia da sociologia do trabalho como uma das preocupações do sociólogo Max Weber.

Camisa “E Viva A Diferença!”

Deixe uma resposta