Marcio Chaves-Tannús – A Ética De Pedro Abelardo: Um Modelo Medieval De Aplicação Da Lógica À Moral
Um estudo sobre o pecado segundo a ótica de Pedro Abelardo, o grande expoente da filosofia do século XII.
Essa reflexão do mestre da lógica sobre a ética é singular no pensamento escolástico e permanece válida.
A Ética De Pedro Abelardo faz aflorar questões atuais como as relações entre indivíduos e o coletivo, a natureza da culpa e do mérito e o significado moral da responsabilidade e da liberdade, deixando transparecer a necessidade de repensarmos os fundamentos éticos da sociedade contemporânea.
O conceito de pecado é o conceito central da A Ética De Pedro Abelardo. Fato que, por si só, é um indicativo suficiente da medida em que essa obra foi marcada pelo local e pela época em que surgiu.
Para entender a definição de pecado do autor e o significado e alcance de suas consequências, é necessário, contudo, considerar as técnicas de definição utilizadas por ele, bem como os aspectos temporais e modais de sua definição, pois tanto essas técnicas como tais aspectos assinalam a inequívoca presença da formação e das concepções lógicas de Abelardo.
Circunstância que, por outro lado, nos autoriza a chamar a atenção para o fato singular de as ligações dessa obra com a tradição ocorrerem de forma predominantemente indireta, uma vez que os caminhos que estabelecem suas conexões com o passado são de natureza sobretudo lógica.
A Ética De Pedro Abelardo é um texto altamente provocante. Coloca-nos em contato com um personagem do século XII, em plena Idade Média, a nós que, segundo muitos pensadores, já passamos pela Modernidade e nos situamos no pós-moderno.
Logo de cheio, o primeiro desafio: o que tem a nos dizer sobre ética um medieval?
Marcio afirma-nos que Abelardo tem muito a nos dizer.
Não pelo que dele, em geral, já ouvimos contar: seu envolvimento amoroso com Heloísa, a bela e destemida sobrinha do cônego Fulbert, o que lhe custou muito caro. Mas pelo que Abelardo representa como pensador, na história do Ocidente.

 

Camisa Casa De Livros

Deixe uma resposta