manoelantonio_memoriasargento

Publicado no ano de 1855, Memórias de um sargento de milícias pode ser considerado um “ponto fora da curva”. Em outras palavras, trata-se de uma obra singular na paisagem literária brasileira do século XIX, um livro à margem, ou fora da série de obras produzidas nesse período, por reunir aspectos incomuns, que o diferenciam das narrativas do seu tempo. Sua temática, o tom coloquial de sua linguagem, seu teor irônico e satírico ou, ainda, o sabor de romance de costumes sobre a cidade do Rio de Janeiro nos tempos do rei Dom João VI conferem uma marca peculiar a este romance, sem dúvida um marco na história da literatura brasileira.

pdf

Deixe uma resposta