liv

A história da Chacrinha, Quilombo arraigado num Belo Vale das Minas Gerais, mistura-se ao doce sabor das quitandas.
Há muitos e muitos anos, arte dos biscoitos era com Almerinda Dias da Cunha, que ainda menina foi trabalhar em ricas cozinhas da capital mineira! Adquirida uma prática ímpar, voltou a viver na Chacrinha, muito tempo depois, ficando responsável pela lida com o fogão em todas as festas, especialmente casamentos.
“– Ao biscoitão, Sô João!’’ Esta “senha” fazia as crianças correrem felizes atrás do companheiro de “Merinda”, até bem pertinho dos trilhos da Parada da Central do Brasil! Só quando vendia aos passageiros dos trens, tudo dos dois enormes balaios, Laudelino retornava para casa, mas sempre no mesmo dia! E assim, a semana inteirinha!

pdf

Deixe uma resposta