Jackline Rabelo & Outras (Orgs.) – O Movimento De Educação Para Todos E A Crítica Marxista

Jackline Rabelo & Outras (Orgs.) – O Movimento De Educação Para Todos E A Crítica Marxista
A presente publicação parte dos resultados da pesquisa interinstitucional O movimento de Educação para Todos e a crítica marxista, desenvolvida no âmbito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE), envolvendo três projetos investigativos ancorados no legado teórico de Karl Marx.
A pesquisa realizou o esforço de coadunar-se com o marxismo assumido como uma ontologia, adotando a recuperação do caráter revolucionário da obra de Marx resgatado por Lukács, que reafirmou a teoria marxiana como um novo tipo de ontologia, fincada na centralidade do trabalho e na possibilidade onto-histórica de superação do atual estado de coisas.
Integraram a pesquisa os seguintes projetos: [1] Universalizar o ensino e reproduzir o capital: os fundamentos do Movimento de Educação para Todos na perspectiva da crítica marxista; [2] O Movimento de Educação para Todos e a crítica marxista; [3] O Programa de Educação para Todos e a política de financiamento do ensino básico no Brasil.
Como o próprio título indica, o livro toma como objeto central de análise o Programa de Educação para Todos. Com base na crítica marxista, pretendemos contribuir, no plano da construção teórica, para a compreensão do fenômeno em pauta, situando a educação como um complexo de complexos inserido na dinâmica metabólica do capital.
A perspectiva de análise, nos termos anunciados acima, permite-nos, em outras palavras, apanhar nosso objeto de estudo na trama complexa de mediações operadas pelo capital no processo de enfrentamento de suas contradições.
Nesse sentido, intentamos, de um modo geral, indicar o conjunto de fatores da esfera da totalidade que fornece a base material para a insurgência do ideário educacional da ONU/UNESCO, como, de resto, do próprio papel do Banco Mundial na efetivação da reforma política e conceitual da educação brasileira e mundial; resgatar os elementos atinentes à gênese e evolução histórica da Educação Para Todos, assinalando os paradigmas que se firmam através desse Projeto; por fim, examinar o conteúdo das diretrizes formalizadas através dos sucessivos eventos internacionais e/ou nacionais em prol da Educação Para Todos.
De modo mais específico, como poderá ser constatado na leitura do livro, analisamos o tratamento conferido, no contexto da Educação Para Todos, a diferentes dimensões da política e da prática educacional, tais como a formação docente, a equidade de gênero, a chamada cultura da paz, dentre outros.

 

Camisa Livros Voadores

Deixe uma resposta