Izabel Cristina Barbelli – Metapsicologia E Clínica Psicanalítica: Um Estudo Sobre As Relações Entre Os Princípios Clínicos E As Construções Metapsicológicas
Quais são a natureza e o valor epistêmico compreendidos nos conceitos e na metodologia que fundamentam o saber psicanalítico?
A necessidade de se fazer essa pergunta se exprime na própria complexidade da estrutura da mente humana, sobre a qual encontramos diferentes alternativas de investigação.
Dentre elas, está a psicanálise. Portanto, o esforço de compreender a natureza epistemológica desta última amplia um pouco a satisfação do interminável anseio humano pela busca de uma compreensão de si mesmo e do mundo.
Nesse sentido, cabe como objeto filosófico da presente pesquisa investigar os desdobramentos reflexivos dessa indagação, mediante os quais procuraremos adentrar nos fundamentos epistemológicos da psicanálise a fim de tentar aclarar-lhes, um pouco, a complexa arquitetura.
Nossa indagação inicial remete à abordagem das metodologias segundo as quais os conceitos metapsicológicos se estruturaram, uma vez que estes últimos constituem o arcabouço teórico da psicanálise.
Desse modo, é importante ressaltar que o eixo da construção da metapsicologia está em instaurar um complexo corpo de conceitos essenciais que possam servir de alicerce para o desenvolvimento e para a condução de uma prática científica que desvende mecanismos inconscientes do comportamento consciente (nesse sentido, a metapsicologia serve como um instrumento metodológico), e que também contenha elementos que permitam inferir a ontologia subjacente à psicanálise.
É justamente aqui que se encontram as dificuldades em se validar o estatuto epistemológico da psicanálise: o processo analítico de sua racionalidade não se estabelece segundo um corpo axiomático constituído por postulados matemáticos (e seu correspondente grupo de operações), isto é, o procedimento básico das ciências empíricas não pode ser plenamente verificado na singular dialética entre experiência e racionalidade existente na pesquisa psicanalítica.
O ponto de partida do presente trabalho é averiguar em que medida podemos aceitar a hipótese de que a articulação dinâmica entre metapsicologia e princípios clínicos, pode caracterizar efetivamente o estatuto epistemológico da psicanálise. Esse fato nos ajudará a contribuir um pouco com o esclarecimento acerca da natureza e do valor dos conceitos e da metodologia próprios da epistemologia referida.

 

Camisa Guarda-Chuva

Deixe uma resposta