Gonçalo Junior – É Uma Pena Não Viver: Uma Biografia De Rubem Alves
Nessa biografia tocante e reveladora, Gonçalo Junior leva o leitor para o mundo singular desse humanista e revela segredos e detalhes de uma existência marcada pela pregação de ideias estimulantes que pretendiam levar as pessoas à transformação de si mesmas e das coisas à sua volta.
Joga luz também em aspectos quase desconhecidos da trajetória de Rubem Alves, como a perseguição que sofreu dentro da Igreja Presbiteriana do Brasil, que o denunciou nos primeiros dias que seguiram ao golpe militar de 1964 como um perigoso subversivo e comunista.
O temor de ser preso o levou ao exílio e a teorizar em uma obra pioneira que trazia os fundamentos da Teologia da Libertação. Gonçalo Junior narra ainda a história de vida, os dramas pessoais, as amizades e relações familiares, a descoberta de duas doenças devastadoras que minaram irremediavelmente a saúde e a paixão de Rubem Alves pelas coisas simples da vida, como montar quebra-cabeças, brincar de balanço e, principalmente, dar ouvido às crianças, com sua sabedoria expressada em questionamentos e observações.
Ao final, certamente o leitor estará emocionado com a existência de um homem tão singular, cuja vida supera o rótulo do extraordinário.
Rubem Alves escrevia muito, o que contribuiu, por certo, para simplificar seu pensamento. Mesmo assim, no estilo de Drauzio Varella — que simplifica para se tornar legível pelas maiorias —, não era um intelectual raso (ainda que alguns de seus textos sejam até simplistas).
É o que procura mostrar a biografia É Uma Pena Não Viver: Uma Biografia De Rubem Alves, do jornalista Gonçalo Júnior.
Rubem Alves morreu em julho de 2014, e por isso é difícil produzir uma biografia detida, mais racional do que emocional. Faltam, por exemplo, análises mais detidas das ideias do filósofo; não de Gonçalo Júnior, e sim de outros autores. Mesmo assim, o texto de Gonçalo Júnior é preciso, sem pieguices de fã.

 

Camisa Coração

Deixe uma resposta