Francesco Marciuliano – Eu Poderia Fazer Xixi Aqui E Outros Poemas De Gatos
Fãs de felinos vão se divertir com os versos criativos e irônicos de Eu poderia fazer xixi aqui. Simulando o ponto de vista de um gato,
Francesco Marciuliano destrincha, com muito humor, o comportamento do animal para os humanos. Com títulos como ‘Quem é este no seu colo?’ e ‘Esta é minha cadeira’, os poemas capturam com perfeição o comportamento ambíguo e surpreendente dos gatos com o dono, com a casa e com outros animais.
Ilustrado com fotos de gatos de estimação do autor, o livro figurou nas principais listas norte-americanas dos mais vendidos por mais de um ano e vendeu mais de 400 mil cópias no país.
Por milhares de anos, gatos se esforçaram para expressar aos humanos o que significa ser felino. Eles usaram linguagem corporal, miado queixoso, e até um estilo de filmagem que poderia ser descrito como “câmera pós-queda empurrada pelo chão até ser esquecida ou lambuzada de saliva”.
Por milhares de anos, nós, humanos, temos testemunhado essa batalha infindável por conexão emocional e espiritual verdadeira enquanto nos limitamos a falar: “Olha essa carinha peluda! Olha essa carinha peluda! Quem é que tem uma carinha peluda? Você tem uma carinha peluda!”
Mas agora, através do poder da poesia e de um contrato de publicação, gatos de todos os lugares podem, enfim, abrir seus corações, mentes e almas a todos. Nas próximas páginas, você encontrará poemas escritos por gatos, reveladores de cada um dos seus desejos, cada um dos seus conflitos, e cada uma das suas epifanias.
Você também vai descobrir por que gatos fazem coisas como pôr a pata inteira dentro do seu copo e depois olhar para você como quem se pergunta se você nunca compartilhou seu vinho antes. Sério, a pata inteira. Como se achassem fácil tirar o laranja-malhado do pelo deles de dentro do seu Cabernet.
Na verdade, quando tiver terminado de ler essa antologia poética, você não só entenderá completamente tudo o que seu gato pensa e faz como irá até aplaudi-lo. Talvez premiá-lo. Ou organizar um desfile para ele no seu corredor, certificando-se de evitar as escadas para que os pequenos carros alegóricos não tombem.
Ou você pode apenas fazer seu gato sentar, olhá-lo direto nos olhos e dizer: “Eu entendo. Realmente entendo… cara peluda.”

 

Camisa Coração

Deixe uma resposta