D. W. Hamlyn – Uma História Da Filosofia Ocidental

Uma História Da Filosofia Ocidental – Uma história dos grandes pensadores filosóficos, desde os pré-socráticos até as principais correntes da filosofia contemporânea, e suas respostas aos profundos problemas envolvidos na tentativa de entender o mundo e nosso lugar nele.
A história deve estimular a reflexão filosófica e não ser apenas uma exposição cronológica de pensadores e suas obras. Hamlyn reconstrói os argumentos centrais dos filósofos e apresenta os principais aspectos da contribuição de várias correntes filosóficas.
O professor Hamlyn enfrenta com sucesso o desafio de escrever uma história da filosofia ocidental em um volume compacto. Não têm sido muitas as tentativas desse gênero, das quais esta é a mais recente e a primeira a aparecer em muitos anos. Esta história da filosofia ocidental, que cobre desde o momento mesmo de surgimento da filosofia com os Pré-Socráticos até as principais correntes da filosofia contemporânea, oferece de forma clara e acessível um panorama bastante completo da formação e do desenvolvimento de nossa tradição filosófica.
Sua apresentação histórica estrutura-se em torno de três eixos fundamentais: o exame das principais figuras representativas de pensamento filosófico, tais como Platão, Aristóteles, santo Tomás de Aquino e Kant, dentre outros; a análise das correntes e escolas mais influentes na formação deste pensamento, como o neoplatonismo, o estoicismo, o ceticismo, o empirismo, o racionalismo, etc.; e a consideração de áreas temáticas básicas da filosofia como a metafísica, a teoria do conhecimento e a filosofia da ciência, a lógica, a ética e a política. Algumas obras de importância capital, como a República de Platão e a Crítica da Razão Pura de Kant, merecem justificadamente uma análise mais detalhada.
A história da filosofia deve ser ela própria filosofia, isto é, deve estimular a reflexão filosófica e não ser apenas uma exposição cronológica de pensadores e de suas obras. Com efeito, Hamlyn reconstrói, com a brevidade necessária a uma obra desse gênero, os argumentos centrai dos filósofos aqui examinados e apresenta os aspectos mais importantes da contribuição das principais correntes filosóficas, sem contudo empobrecê-los.
Tem-se assim uma visão de nossa tradição filosófica que inclui não só aqueles pensadores que tiveram uma influência mais marcante e que não poderiam estar ausentes, mas também aqueles que por vários motivos permaneceram mais obscuros, mas cujo pensamento tem sido muitas vezes recuperado e revalorizado, com vem ocorrendo por exemplo com os sofistas e com os céticos.
Uma História Da Filosofia Ocidental constitui assim importante subsídio para aquele que pretende iniciar-se nos estudos filosóficos ou mesmo aprofundá-los, permitindo situar este pensamento em seu contexto histórico e possibilitando uma visão das influências e das rupturas de que é feita esta história.

Camisa Casa De Livros

Deixe uma resposta