Augusto Boal – A Estética Do Oprimido

Posted on Leave a commentPosted in Teatro

A Estética Do Oprimido – Neste livro, Augusto Boal sintetiza suas principais concepções de arte, deixando vivo para todos o seu legado teórico transformador.
Fruto de experimentações práticas em laboratórios teatrais e da sistematização teórica de seminários, A Estética Do Oprimido ganhou forma ao longo de oito anos de trabalho de pesquisa coletiva, sendo finalizado pelo autor em janeiro de 2009. Considerado por muitos como o testamento estético de Boal, a obra reflete também seu engajamento político. Através da arte, ele propõe uma teoria do pensamento sensível para o uso prático, isto é: como instrumento transformador da realidade. (mais…)

Luigi Pirandello – Assim É (Se Lhe Parece)

Posted on Leave a commentPosted in Literatura Estrangeira, Teatro

Assim É (Se Lhe Parece) – Mesmo tendo sido escrita em 1917 por Luigi Pirandello, a peça Assim É (Se Lhe Parece) é mais atual do que nunca, pois revela uma das características marcantes dos Homens: a mania pela curiosidade da vida do outro, a fofoca e a bisbilhotice.
A trama central gira em torno da chegada de uma família numa província do interior da Sicília, no sul da Itália, após sobreviver a um terremoto. O que provoca a curiosidade da população local é o fato de que eles moram em locais diferentes, o núcleo familiar em uma residência e a sogra em outra. (mais…)

Agnaldo Rodrigues Da Silva – Teoria Literária: Poética E Teatro

Posted on Leave a commentPosted in Literatura, Poesia, Teatro

Teoria Literária: Poética E Teatro – A natureza do fenômeno literário e a função da literatura. Gêneros literários: conceitos e evolução. Pressupostos teóricos norteadores dos estudos literários. O universo poético: formas e associações imagéticas. A lírica, a épica e a dramática.
Este fascículo, Teoria Literária – poética e teatro, apresenta ao leitor uma reflexão sobre a formação da disciplina enquanto ciência que servirá de aporte inicial para os estudos e ensino literário nos cursos de Letras. (mais…)

Né Barros & Outros (Edits.) – Artes Performativas

Posted on Leave a commentPosted in Artes, Dança, Teatro

Artes Performativas: Novos Discursos – Em Outubro de 2009, o Centro de Estudos Arnaldo Araújo realizou a segunda edição dos Encontros do CEAA, dedicado ao tema Artes Performativas: Novos Discursos, cujo objetivo era sobretudo contribuir para a reflexão crítica sobre as artes performativas na atualidade combinando perspectivas que vão das artes plásticas, ao teatro, à dança e aos novos media. (mais…)

Dias Gomes – O Pagador De Promessas

Posted on Leave a commentPosted in Filmes, Teatro

O Pagador de Promessas é uma peça de teatro do dramaturgo brasileiro Dias Gomes, encenada pela primeira vez em São Paulo pelo TBC (Teatro Brasileiro de Comédia) no ano de 1960. A peça inspirou um filme homônimo, de 1962, que venceu o prêmio Palma de Ouro no Festival de Cannes.
A história se passa na década de 60, na Bahia, e começa com uma promessa. Zé do Burro pede que Santa Bárbara salve seu burro, que fora ferido por um galho de árvore. Como na cidade não havia uma igreja dedicada à santa, a promessa foi feita em um terreiro de candomblé, onde a santa ganha o nome de Iansã. (mais…)

William Shakespeare – A Tempestade

Posted on Leave a commentPosted in Teatro

Última peça escrita por Shakespeare, A Tempestade é uma história de vingança, é uma história de amor, é uma história de conspirações oportunistas e é uma história que contrapõe a figura disforme, selvagem, pesada dos instintos animais que habitam o homem à figura etérea, incorpórea, espiritualizada de altas aspirações humanas, como o desejo de liberdade e a lealdade grata e servil.
Uma Ilha é habitada por Próspero, Duque de Milão, mago de amplos poderes, e sua filha Miranda, que para lá foram levados à força, num ato de traição política. Próspero tem a seu serviço Caliban, um escravo em terra, homem adulto e disforme, e Ariel, o espírito servil e assexuado que pode se metamorfosear em ar, água ou fogo. (mais…)

Eugenio Barba & Nicola Savarese – A Arte Secreta Do Ator

Posted on Leave a commentPosted in Teatro

A Arte Secreta Do Ator, um ‘dicionário’, é, na verdade, um ‘manual’ indispensável; porque contém ensinamentos históricos concretos, irrecusáveis, e ao mesmo tempo nos provoca a necessidade de uma revisão radical de experiências, ampliando o complexo e múltiplo campo da investigação e da prática.
Páginas de texto e fotos que se integram numa análise provocadora, nas quais a arte da interpretação do ator, no Ocidente e no Oriente, assumem um caráter estimulante e vivo de infinitas e contraditórias possibilidades. Desnudando de forma instigante e transformadora, na forma de um dicionário de antopologia teatral, aquilo que na verdade constitui a anatomia da arte secreta do ator. (mais…)

Nikolai Gógol – O Inspetor Geral

Posted on Leave a commentPosted in Literatura Estrangeira, Teatro

Dentro de clima leve e ligeiro, a peça O Inspetor Geral, escrita em 1836 pelo ucraniano Nicolai Gógol, fala de política – mas não só. A comédia destila críticas a políticos e administradores de maneira geral, a subornadores e subornados, ao serviço de aparência e à hipocrisia das instituições e dos cargos públicos.
Não faltam espirros ácidos ao comportamento frívolo das mulheres, à credulidade simplória e à hipocrisia insensível dos homens. E, se quisermos, a toda humanidade em geral – ou “a nós mesmos”. Entretanto, a peça o faz sem as generalizações banais destes termos, com cenas de muito bom humor e em ótimo ritmo. (mais…)

William Shakespeare – A Megera Domada

Posted on Leave a commentPosted in Literatura Estrangeira, Teatro

A Megera Domada é uma peça teatral do dramaturgo inglês William Shakespeare, uma das primeiras comédias escritas pelo autor. Tem como tema central – que compartilha com outras comédias do autor, como Muito Barulho por Nada e Sonho de uma Noite de Verão – o casamento, a guerra dos sexos e as conquistas amorosas.
Contudo, A Megera Domada diferencia-se ao dedicar boa parte da ação à vida matrimonial, ou seja, aos acontecimentos que se sucedem à cerimônia nupcial em si, já que não raro as comédias shakespeareanas têm o casamento como final da ação, a exemplo de Much Ado About Nothing.
Os principais personagens são Lucêncio, o filho de um rico mercador, e seu empregado Trânio; Petruchio, um rico viajante; Catarina, uma megera; e a doce e meiga Bianca. (mais…)

Coleção Antonin Artaud

Posted on Leave a commentPosted in Artes, Teatro

O francês Antonin Artaud (1896-1948) foi um artista múltiplo – comediante, encenador, ator e roteirista de cinema, de programas radiofônicos e de música, escritor, poeta, crítico, agitador, ensaísta, artista plástico, cenógrafo, ele transitou, enfim, por quase todos os ramos e sempre propondo a integridade entre a palavra e a coisa, entre o pensamento e o gesto, entre a arte e a existência.
Por conta disso, enfrentou, nos últimos anos de vida, dolorosas internações em sanatórios, onde foi tratado à base de eletrochoques.
Chamado de o “grande xamã do Ocidente” pela ensaísta Susan Sontag, Artaud estreou como ator no teatro de vanguarda parisiense em 1921, então com 25 anos. (mais…)

Narciso Telles & Adilson Florentino (Orgs.) – Cartografias Do Ensino Do Teatro

Posted on Leave a commentPosted in Educação, Teatro

A reunião de 29 textos pretende oferecer ao estudante de Teatro e ao leitor a utilização de um caleidoscópio para o qual têm como foco de análise o teatro em suas nuances e matizes.
Queremos evocar que no conjunto dos textos de modo a situar o teatro como um campo de conhecimento perspectivado pelas lutas e disputas paradigmáticas. No leitor, o efeito deve ser o de exercitar a reflexidade e a criatividade, sem perder o entusiasmo e a paixão pelo teatro. (mais…)

Lúcia Regina Vieira Romano – De Quem É Esse Corpo?

Posted on Leave a commentPosted in Artes, Teatro

De Quem É Esse Corpo? analisa a criação teatral contemporânea das mulheres e questiona a caracterização dessa produção a partir do recorte de gênero feminino. A partir dos termos teatro feminino, teatro da mulher e teatro feminista, Lúcia Romano aponta as implicações deles na crítica e na prática teatrais, na cena nacional e internacional, e a necessidade de revisão dessa terminologia. (mais…)

Narciso Telles & Fernando Aleixo (Orgs.) – Ateliês Em Artes Cênicas Vol. I

Posted on Leave a commentPosted in Artes, Cinema, Teatro

A primeira edição do programa de extensão Ateliês Em Artes Cênicas: Produção, Extensão E Difusão Cultural foi realizada no ano de 2011, no município de Uberlândia-MG, por meio de uma parceria entre o Curso de Teatro da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e instituições, organizações e grupos sociais locais. (mais…)

Wagner Cintra – No Limiar Do Desconhecido

Posted on Leave a commentPosted in Teatro

Para o teatro atual, torna-se cada vez mais difícil encontrar um assunto que tenha relevância por sua originalidade. No entanto, o universo artístico de Tadeusz Kantor é ainda hoje um vasto campo de investigação e, mesmo que muito já se tenha dito ao seu respeito e sobre seu trabalho, ainda é muito pouco diante da potência criadora do seu teatro. (mais…)

Eurípides – Alceste

Posted on Leave a commentPosted in Teatro

Tem esta bela tragédia de Eurípedes, por principal objetivo, a exaltação do amor conjugal que atinge o mais sublime heroísmo.
Alceste, Laodâmia e Penélope, esposas de Admeto, Protesilau e Ulisses, respectivamente, constituem o tríptico das mais nobres figuras femininas que a lenda grega nos apresenta. (mais…)