Mikhail Bakhtin – Marxismo E Filosofia Da Linguagem

Posted on Leave a commentPosted in Filosofia, Linguística

Marxismo E Filosofia Da Linguagem – Publicado na Rússia em 1929 e assinado por V. N. Volochínov, Marxismo E Filosofia Da Linguagem foi posteriormente atribuído a M. Bakhtin. Não são claras as razões efetivas que teriam levado Bakhtin a escolher o nome de um dos seus amigos e discípulos para subscrever a autoria do livro. O fato é que o leitor encontrará aqui vários pontos comuns com A Poética de Dostoievski e mesmo com a sua obra sobre Rabelais e a cultura popular. (mais…)

Émile Benveniste – Problemas De Linguística Geral

Posted on 2 CommentsPosted in Linguística

Problemas De Linguística Geral – Os estudos reunidos nesta obra foram escolhidos entre muitos outros, mais técnicos, que o autor publicou nestes últimos anos.
Se os apresentamos sob a denominação de problemas isso se deve ao fato de trazerem em conjunto, e cada um em particular, uma contribuição ao grande problema da linguagem, que se formula nos principais temas tratados: encaram-se as relações entre o biológico e o cultural, entre a subjetividade e a socialidade, entre o signo e o objeto, entre o símbolo e o pensamento, e também os problemas da análise intralinguística. (mais…)

Norman Fairclough – Discurso E Mudança Social

Posted on Leave a commentPosted in Ciências Sociais, Filosofia, Linguística

Discurso E Mudança Social é uma introdução crítica à análise do discurso praticada nas mais diversas disciplinas hoje em dia, desde a linguística e a sociolinguística até os estudos culturais e sociológicos. O autor demonstra como a preocupação com a análise do discurso pode ser combinada, de modo sistemático e frutífero, com o interesse nos grandes problemas da análise e da mudança social. (mais…)

Louis Hjelmslev – Prolegômenos A Uma Teoria Da Linguagem

Posted on Leave a commentPosted in Linguística

Prolegômenos A Uma Teoria Da Linguagem – A tradição quer que os fenômenos humanos, contrariamente aos fenômenos da natureza, sejam singulares, individuais, não podendo portanto nem ser submetidos a métodos exatos, nem ser generalizados.” É contra essa tradição que Louis Hjelmslev – linguista dinamarquês, fundador do Círculo Linguístico de Copenhague – constrói sua obra. (mais…)

Flavio Benites & Marta Cocco (Orgs.) – A Língua Nossa De Todo Dia

Posted on Leave a commentPosted in Letras, Linguística

A Língua Nossa De Todo Dia – Os textos que compõem este livro resultam de pesquisas realizadas na área da Linguagem e das Ciências Humanas e, portanto,trazem reflexões que apontam para a pluralidade de perspectivas científicas. Algumas dessas reflexões foram apresentadas no IV Colóquio Internacional de Letras, evento realizado, em setembro de 2014, pelo Curso de Letras do Campus de Tangará da Serra. Outras produções são de pesquisadores de Instituições parceiras com as quais mantemos uma interlocução em grupos de pesquisas. (mais…)

Elisangela Dias Saboia – Propagandas E Campanhas Publicitárias Em Cartazes

Posted on Leave a commentPosted in Comunicação, Linguística

Propagandas E Campanhas Publicitárias Em Cartazes trata-se de uma intervenção pedagógica em torno dos gêneros discursivos propaganda e campanha publicitária em cartazes que pretendeu desenvolver a leitura e a produção textual. As atividades de leitura, interpretação e compreensão de textos foram organizadas por meio de uma sequência didática conforme Joaquim Dolz, Michèle Noverraz e Bernard Schneuwly.
Por ter como foco uma abordagem discursiva-textual, a intenção deste trabalho com propagandas e campanhas publicitárias em cartazes foi integrar as práticas de linguagem abordadas por Santos, Riche e Teixeira (mais…)

Olga Maria Castrillon-Mendes – Discurso De Constituição Da Fronteira De Mato Grosso

Posted on Leave a commentPosted in Linguística

Discurso De Constituição Da Fronteira De Mato Grosso – Os textos resultantes das viagens de conquistas e exploração constroem sentidos pelos quais o Brasil passa a significar. Produzem, assim, um rico acervo de informações sobre a terra, o povo e, no caso desta pesquisa, sobre uma das maiores fronteiras geográficas do país, balizada pelos rios Guaporé, tributário do Amazonas, e Paraguai, o mais importante formador da planície inundável do Pantanal, no interior da América do Sul. (mais…)

Rosemeire Selma Monteiro-Plantin – Fraseologia Vol. I

Posted on Leave a commentPosted in Linguística

Fraseologia Vol. I – Embora os estudos fraseológicos no Brasil estejam consolidados em uma significativa produção científica, as unidades fraseológicas seguem marginalizadas no ensino de língua materna.
A consistência da produção científica nesta área pode ser exemplificada por uma centena de teses de doutorado e dissertações de mestrado dedicadas aos estudos fraseológicos; pela atuação de consistentes grupos de pesquisa em diferentes universidades brasileiras; pela publicação de capítulos de livros e de artigos científicos; pela realização do I Seminário Internacional de Fraseologia, em Brasília, em outubro de 2010, e do I Congresso Brasileiro de Fraseologia, juntamente com o II Congresso Internacional de Fraseologia, também em Brasília, em novembro de 2011, no qual foram apresentados cerca de 120 trabalhos da área; e, até mesmo, pela criação da Associação Brasileira de Fraseologia (2011). (mais…)

José Américo Bezerra Saraiva – A Trama Poética Em Caetano Veloso

Posted on Leave a commentPosted in Linguística, Música

O livro A Trama poética em Caetano Veloso, de José Américo Bezerra Saraiva, cuja pesquisa foi realizada para dissertação de mestrado, traz grandes contribuições aos estudos da linguagem e da cultura, sobretudo, das artes e da literatura no Brasil.
Nesta apresentação do trabalho vamos destacar apenas quatro contribuições principais: maior conhecimento dos estudos de Roman Jakobson; estabelecimento de relações entre esses estudos e o ensino; análise linguístico-discursiva de canções de Caetano Veloso; exame da literatura e da estética.
Não há hoje nenhuma dúvida, entre os estudiosos da linguagem, sobre o papel que teve e tem Roman Jakobson no desenvolvimento dos estudos linguísticos e, principalmente, no crescimento e no alargamento de seus limites. Jakobson contribuiu fortemente para a elaboração e a boa aceitação do estruturalismo linguístico, em diferentes ramos do conhecimento. (mais…)

José Américo Bezerra Saraiva – A Identidade De Um Percurso E O Percurso De Uma Identidade

Posted on Leave a commentPosted in Linguística, Música

Quem se lembra das canções que, em meados da década de 1970 – naqueles pesados anos de regime militar, quando, a custo, podia-se entrever esperança de dias melhores para a nação –, compositores como Belchior, Ednardo e Fagner, entre tantos outros, puseram em circulação muito além dos domínios de seu Ceará natal, não evitará, ao ler esta obra, alguma nostalgia.
Não, claro, daquela época amargurada, amargada sob as botas da ditadura, mas da qualidade das composições então surgidas na música de consumo brasileira. (mais…)

Mortimer J. Adler & Charles Van Doren – Como Ler Livros

Posted on Leave a commentPosted in Comunicação, Educação, Filosofia, Linguística

Como Ler Livros, publicado originalmente em 1940, tornou-se um fenômeno raro, um clássico vivo. Trata-se do melhor e mais bem-sucedido guia de compreensão de leitura para o leitor comum.
Como Ler Livros aborda os vários níveis de leitura e mostra como atingi-los – da leitura elementar à leitura rápida, passando pelo folheio sistemático e pela leitura inspecional. Aprende-se a classificar um livro, a “radiografá-lo”, a isolar a mensagem do autor, a criticar.
Estudam-se as diferentes técnicas para ler livros práticos, literatura imaginativa, peças teatrais, poesia, história, ciências e matemática, filosofia e ciências sociais. (mais…)

Leila Longo – Linguagem E Psicanálise

Posted on Leave a commentPosted in Linguística, Psicologia

A linguagem é onipresente na psicanálise. Linguagem E Psicanálise busca estabelecer possíveis fronteiras − tão permeáveis! − entre os campos da linguagem e da psicanálise e, portanto, de seus inúmeros aspectos de dependência recíproca.
Para tanto, aborda alguns dos conceitos fundamentais de pensadores da área, como Freud, Lacan, Saussure e Jakobson. (mais…)

Alvaro Santos Simões Junior – Bilac Vivo

Posted on Leave a commentPosted in Letras, Linguística, Literatura, Poesia

Com Poesias (1888) e Tarde (1919), entre outras obras, Olavo Bilac (1865-1918) insere seu nome na história da literatura brasileira como um dos principais poetas parnasianos, dos quais é certamente o mais popular, graças à sensualidade decorosa e ao sentimentalismo mitigado, além da habilidade versificatória. Junto a seus contemporâneos, o escritor adquire também sólida reputação como jornalista, orador e intelectual politicamente empenhado. (mais…)

Maria Renata Da Cruz Duran – Retórica À Moda Brasileira

Posted on Leave a commentPosted in Ciências Sociais, Filosofia, História, Linguística

Nas palavras da autora, o estudo seguiu “um impulso de explicar, por um lado, o modo de ser do brasileiro, seu gosto pela conversa fiada, suas silabadas políticas; e, por outro, de descobrir a genealogia dos sistemas acadêmicos luso-brasileiros, revelando o fraco dos intelectuais tupiniquins pelo louvor, pela exibição pública, pela esgrima das palavras”. (mais…)

Mateus Cruz Maciel De Carvalho – Fonologia Da Língua Deni (Arawá)

Posted on Leave a commentPosted in Ciências Sociais, Linguística, Literatura

O livro é um estudo fonológico da língua Deni, pertencente à família Arawá e falada no estado do Amazonas por cerca de 1.200 pessoas, distribuídas por nove aldeias.
Ele reveste-se de importância na medida em que, embora a língua Deni já seja conhecida há algum tempo, os estudos a seu respeito eram até agora esparsos e inconsistentes (mais…)

Marcos Dos Reis Batista & Suellen Cordovil Da Silva (Orgs.) – Estudos Literários E Linguísticos/Discursivos Na Amazônia Paraense

Posted on Leave a commentPosted in Letras, Linguística

Nos dias 24, 25 e 26 de maio de 2017, reuniram-se nas dependências do Campus Universitário de Vigia de Nazaré da Universidade do Estado do Pará, acadêmicos, docentes e pesquisadores para discutir, trocar experiências e pensar acerca dos estudos da linguagem no âmbito do IV Encontro Vigiense dos Estudantes de Letras (IV EVEL). (mais…)