Hannah Arendt – Verdade E Política

Verdade E Política – O motivo deste ensaio foi a pretensa polêmica surgida depois da publicação de ‘Eichmann em Jerusalém’. O seu objetivo é clarificar dois problemas diferentes, ainda que intimamente ligados, de que não tivera consciência antes, e cuja importância parece ultrapassar as circunstâncias daquela polêmica.
O primeiro diz respeito à questão de saber se é legítimo dizer a verdade – acreditaria, sem reservas no ‘Fiat veritas, et pereat mundus’?. O segundo nasceu da espantosa quantidade de mentiras utilizadas na “polêmica”, e sobre os fatos que relatara, por outro. Continuar lendo

Euclides Mance – Falácias De Moro

Falácias De Moro: Análise Lógica Da Sentença Condenatória De Luiz Inácio Lula Da Silva – Falácia pode ser definida como erro de raciocínio, como argumento sem consistência lógica, que não tem, pois, validade para sustentar a conclusão afirmada. Uma falácia leva a tomar o falso por verdadeiro. Quando cometida de forma involuntária, chama-se paralogismo e quando realizada de forma proposital, visando confundir o interlocutor, chama-se sofisma. Continuar lendo

Nélson Jahr Garcia – Propaganda, Ideologia E Manipulação

Propaganda, Ideologia E Manipulação – Ao assistir à televisão, ler um jornal ou revista, ouvir rádio ou olhar um cartaz de rua, tem-se a atenção despertada para mensagens que convidam a experimentar um determinado produto ou a utilizar algum serviço. São anúncios que pedem para usar um sabonete, fumar cigarros de certa marca, depositar dinheiro numa caderneta de poupança e inúmeros outros. Continuar lendo

Domenico Losurdo – Democracia Ou Bonapartismo

Democracia Ou Bonapartismo – Obra que trata da reconstrução histórica da luta pela conquista de direitos civis, políticos, econômicos e sociais, com vitórias exaltantes e derrotas desastrosas. Com abordagens da luta pelo sufrágio universal, das origens do bonapartismo entre a América e a França, classes dominantes e subalternas, a democracia, e o século XX, entre a emancipação e a des-emancipação, ou seja, após a conquista de direitos anteriormente não desfrutados, pode se seguir a amargura da perda dos direitos tão arduamente conquistados. Continuar lendo

Mark Rowlands – Tudo O Que Eu Sei Aprendi Com A TV

Tudo O Que Eu Sei Aprendi Com A TV – Talvez nem tudo o que sei eu tenha aprendido com a TV – mas uma boa parte, sim. E não é que eu tenha o hábito de ver coisas com pretensões intelectualizadas. Na verdade, minhas pretensões estão longe de ser cerebrais; quando se trata de assistir a alguma coisa, estou mais para o povão.
E, como o povão, estou sempre ouvindo os intelectuais dizerem como somos burros e estúpidos. Se pelo menos – dizem eles – pudéssemos ser como os gregos… Não como os gregos de hoje, é claro, que são tão ignorantes quanto nós; mas os gregos antigos. Continuar lendo