C. S. Lewis – Cartas De Um Diabo A Seu Aprendiz

C. S. Lewis – Cartas De Um Diabo A Seu Aprendiz
Irônica, astuta, irreverente. Assim pode ser descrita esta obra-prima de C.S. Lewis, dedicada a seu amigo J.R.R. Tolkien. Um clássico da literatura cristã, Cartas De Um Diabo A Seu Aprendiz é um retrato satírico da vida humana, feito pelo ponto de vista do diabo, tem divertido milhões de leitores desde sua primeira publicação, na década de 1940.
Cartas De Um Diabo A Seu Aprendiz é a correspondência ao mesmo tempo cômica, séria e original entre um diabo e seu sobrinho aprendiz. Revelando uma personalidade mais espirituosa, Lewis apresenta nesta obra a mais envolvente narrativa já escrita sobre tentações – e a superação delas.
“Não tenciono explicar aqui como caiu em minhas mãos a correspondência que ora ofereço aos leitores.
Há dois erros semelhantes mas opostos que os seres humanos podem cometer quanto aos demônios. Um é não acreditar em sua existência. O outro é acreditar que eles existem e sentir um interesse excessivo e pouco saudável por eles.
Os próprios demônios ficam igualmente satisfeitos com ambos os erros, e saúdam o materialista e o mago com a mesma alegria. Os documentos contidos nestas Cartas De Um Diabo A Seu Aprendiz podem ser obtidos facilmente por qualquer pessoa capaz de aprender o truque; mas não o ensinarei às pessoas de má índole ou muito voláteis, as quais podem fazer mau uso da prática.
Aconselhamos nossos leitores a nunca esquecer que o diabo é um mentiroso. Nem tudo o que Fitafuso diz deve ser considerado verdadeiro, mesmo do seu próprio ponto de vista.
Não tentei identificar quem são os seres humanos mencionados nas cartas; mas acho bem pouco provável que sejam totalmente verossímeis as descrições, por exemplo, do Pe. Spike ou da mãe do paciente. Há otimismo excessivo tanto no Inferno como na Terra.
Para encerrar, devo dizer que não procurei averiguar a cronologia das cartas. A de número 17 parece ter sido escrita antes de o racionamento da guerra ficar mais rigoroso; mas, em geral, o método diabólico de datar estas cartas parece não ter nenhuma relação com o tempo terrestre, e nem sequer tentei reproduzi-lo.
A história da guerra na Europa, exceto quando ocasionalmente produziu algum efeito nefasto sobre a condição espiritual deste ou daquele ser humano, obviamente não interessava nem um pouco a Fitafuso.”

 

Camisa Digitalizado

Deixe uma resposta