Nietzscheanismo – Este livro é introdutório em seu tom geral, não presumindo por parte do leitor nenhum conhecimento prévio, seja de Friedrich Nietzsche, seja das escolas de pensamento que ele influenciou. Os capítulos desta obra foram concebidos para poderem ser lidos de forma independente e em qualquer ordem. Entender o pensamento de Nietzsche e sua influência é crucial para compreender muitos aspectos do pensamento e da cultura contemporâneos.

Eu não consigo pensar em uma melhor maneira de começar este livro sobre a influência do filósofo Friedrich Nietzsche (1844-1900) senão com essa bem conhecida autoavaliação de seu próprio significado. Como ele mesmo previu, Friedrich Nietzsche foi, decerto, uma das figuras mais influentes no pensamento moderno desde o final do século XIX.
A obra de Friedrich Nietzsche, contudo, é também notoriamente ambígua. Ela foi interpretada de uma grande variedade de formas e influenciou movimentos e escolas de pensamento fortemente contrastantes entre si, do ateísmo à teologia, do existencialismo ao pós-estruturalismo, e do nazismo ao feminismo. Este livro mapeará sua influência, tanto histórica quanto tematicamente, através dessas disciplinas e escolas interpretativas opostas entre si.
A importância de Friedrich Nietzsche para o pensamento moderno não pode, decerto, ser reduzida a uma única ideia ou ponto interpretativo; contudo, se houver um tema abrangente que nos ajude a compreender sua tremenda influência, então ele seria, sem dúvida, o niilismo, a transvaloração dos valores supremos da cultura ocidental.
Mais do que qualquer outro pensador de seu tempo, Friedrich Nietzsche examinou o significado das vastas mudanças produzidas na cultura desde o Iluminismo no âmbito dos valores. Em outras palavras, ele analisou mudanças em crenças e tradições com respeito a um possível sentido da existência ao qual eles serviam como suporte. Friedrich Nietzsche argumentava que os “valores supremos” que haviam sido propostos na cultura ocidental e que haviam sido apoiados por tradições filosóficas e religiosas (essencialmente o platonismo e o cristianismo) estavam sendo anulados pelos avanços do pensamento que se inspirava no Iluminismo.
Friedrich Nietzsche acreditava que a maioria das pessoas ainda não havia percebido as implicações radicais dos desenvolvimentos contemporâneos no pensamento, aferrando-se a valores que não mais encontravam apoio em estruturas de crença (p. ex., ateístas confessos ainda esposavam uma moral cristã). Portanto, é possível afirmar que a importância de Friedrich Nietzsche repousa em sua tentativa de acelerar os processos do pensamento moderno, extraindo, de suas tendências, conclusões extremas.
A rica variedade de formas pelas quais ele dirigiu críticas contra modos tradicionais de pensar, valorar e viver, assim como suas propostas radicais de novas alternativas, foram largamente influentes em uma ampla variedade de áreas. Entender o pensamento de Friedrich Nietzsche e sua influência é, assim, crucial para compreender muitos aspectos do pensamento e da cultura contemporâneos.

Camisa “Espere Eu Acabar Esse Capítulo!”

Deixe uma resposta