Angela Davis – Uma Autobiografia

Angela Davis - Uma Autobiografia: a obra é um retrato contundente das lutas sociais nos Estados Unidos durante os anos 1960 e 1970.

Angela Davis – Uma Autobiografia

“Como não se emocionar lendo a história de uma mulher negra que sentiu na pele as atrocidades, os preconceitos, a desumanização e tantas outras crueldades por lutar pelas causas em que acredita até hoje?

Como não sentir o coração pulsar e as veias saltarem ao imaginar tantos meses de perseguição, prisão e racismo por defender ideais de igualdade e batalhar por melhorias para o povo negro?

Impossível!

Ao ler o relato dessa mulher que foi julgada por seu ativismo, sua cor e seu posicionamento político, entendemos quão importante é seguir na luta e resistir por nós e por outras mulheres que ainda virão. Entendemos a necessidade que temos de ganhar voz, ocupar lugares de liderança e exigir uma sociedade mais justa e igualitária.

Basta a leitura desta obra para compreender que sua luta não foi em vão, para nos sentirmos ao lado dela a cada passo, discurso e militância, para revigorar forças e desejar que Angela Davis seja eternizada hoje, amanhã e sempre.

Nem todo mundo percebe quão difícil é ser uma mulher negra e pobre e ter de provar a cada dia a sua existência diante do caos humano em que vivemos.

Mas Angela fez e faz isso com maestria e, neste livro, ela nos remete às décadas de 1960 e 1970, quando ainda jovem escreveu sua autobiografia, de forma única e real, deixando para nós um legado gigantesco por meio da escrita e, principalmente, da resistência.

Angela tornou-se símbolo de luta anticapitalista, força, representatividade e feminismo, conhecida e respeitada por tantos povos e nações por sua irredutível firmeza.

Não é difícil entendermos isso a cada parte do relato, notando sua forma vigorosa de combater e de não desistir de seus ideais, o que faz com que nós leitoras possamos de fato nos imaginar ao seu lado, acompanhando cada palavra escrita, dita e ecoada.

Impossível que eu, mulher negra, cria da favela, ativista, defensora dos direitos das mulheres negras e irmã de Marielle Franco, não seja impactada a cada capítulo, não me reporte diretamente para aquela época de sua vida e não sinta uma enorme vontade de ecoar suas palavras em cada canto do mundo.

Angela segue nos inspirando e nos impulsionando a seguir adiante. Assim como ela, sigamos movendo estruturas, exigindo liberdade e, acima de tudo, resistindo por dias melhores. Embarquem nessa leitura e sintam a força dessa potente mulher!

Angela Davis segue nos inspirando e nos impulsionando a seguir adiante. Assim como ela, sigamos movendo estruturas, exigindo liberdade e, acima de tudo, resistindo por dias melhores. Embarquem nessa leitura e sintam a força dessa potente mulher!”
Anielle Franco


Deixe uma resposta