Quando um circo chegar à sua cidade, receba-o com o carinho e a atenção que merecem os grandes artistas. Mesmo que seja uma pequena trupe, com uma pequena lona, lembre que ali estão homens, mulheres e crianças que se dedicam à arte de divertir e emocionar o público com talento e coragem. Grande ou pequeno, o circo é um espaço mágico onde limpera a arte de superar limites. É a arte de fazer rir, chorar e fazer despertar o espírito da criança que há dentro de cada um. Para muitos brasileiros, o circo é o primeiro e único contato com a arte ao vivo.  Por ser uma atividade que traz alegria, o circo merece atenção e incentivo.
As prefeituras devem apoiar os artistas circenses locais ou itinerantes. Em alguns municípios existem artistas independentes que fazem exibição em shows, teatros, eventos e festas particulares. Uma forma de incentivar a categoria é contratar mágicos, palhaços, equilibristas e malabaristas para animar festas e eventos oficiais. Além disso, o circo é um tipo de espetáculo para todas as idades, uma opção de lazer para toda a família.
Geralmente os circos na Bahia são formados por famílias de artistas que viajam por todo o Estado. É um momento de expectativa quando o circo instala sua lona para quebrar a rotina da cidade.

http://www.fundacaocultural.ba.gov.br/arquivos/File/imagenswordpress/2012/11/Livreto-Circo-2010.pdf

Deixe uma resposta