Agemir Bavaresco, Francisco Jozivan Guedes De Lima & José Henrique Sousa Assai (Orgs.) – Estudos De Filosofia Social E Política: Justiça E Reconhecimento

O livro Estudos de Filosofia Social e Política é resultado de um convênio interinstitucional entre os Programas de Pós-graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS /Brasil) e da Universidad de la República (UdelaR / Uruguay), sob o fomento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), e tem como fio condutor os temas da Justiça e do Reconhecimento investigados em suas variadas matizes e abordagens por alguns pesquisadores de renome no cenário filosófico nacional e internacional, objetivando assim a disponibilização de um material de excelência ao leitor.
No primeiro capítulo, Alessandro Pinzani (UFSC) trata da relação entre ética e política, tomando como objeto de investigação a indignação popular contra a presumida falta de eticidade da classe política, indignação esta vivenciada, sobretudo, no Brasil, algo que denota o caráter crítico e empírico-social de sua análise.
No segundo capítulo, Ana Fascioli (UdelaR), tematiza as ambiguidades e a imprescindibilidade do conceito da solidariedade em sociedades democráticas, recorrendo a filósofos e a sociólogos emblemáticos como, dentre outros, Adela Cortina, Jürgen Habermas e Hauke Brunkhorst.
No terceiro capítulo, Christian Iber (Universität Berlin), revisita a relação entre pessoa, propriedade e contrato a partir da teoria da vontade tematizada na Filosofia do Direito de Hegel, analisando dentre outros aspectos as dinâmicas de reconhecimento no âmbito do direito abstrato.
No quarto capítulo, Cinara Nahra (UFRN), objetivando trabalhar a tensão entre liberdade individual e técnicas de controle, traz para debate um tema polêmico e atual no cenário das relações internacionais e da biopolítica (biossegurança), a saber, o problema da espionagem, vigilância e privacidade no século XXI, culminando naquilo que ela designa de “imperialismo internético”.
No quinto capítulo, Delamar Dutra (UFSC) reconstrói os aportes centrais da filosofia habermasiana em conexão com a filosofia de Hegel, Marx e com a Primeira Geração da Escola de Frankfurt, tendo como chave de leitura central a superação tecnicista e o redimensionamento do ético e do político a partir da ressignificação do espaço público.

Deixe uma resposta