Extensão: Conexão E Diálogo é resultado de um trabalho coletivo que contou com a colaboração de diversos autores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), bem como, de outras instituições co-irmãs.
Estruturalmente está constituída por 13 capítulos abordando experiências extensionistas nas seguintes áreas temáticas: Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia, Trabalho, Educação e Cultura relatando ações voltadas para o atendimento de necessidades sócio-educacionais.
No texto “Ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) no município de Serraria, PB”, o autor enfatiza as ações desenvolvidas junto aos agricultores do município de Serraria, PB entre os anos 2011 a 2015.
O serviço de ATER abrange uma série de atividades que por sua singularidade muitas vezes não é notado de forma automática pelo conjunto da sociedade, mas os resultados são visualizados a médio e longo prazo no seio das Unidades Familiares de Produção (UFP ́s) que materializam o caminhar com foco no desenvolvimento rural sustentável.
No texto seguinte “Construção de um plano de ação para a associação Sítio Caboclo e Pedra Grande no Município de Guarabira, PB: através do Método Bambu” os autores relatam uma experiência vivenciada na referida comunidade, que teve como objetivo o desenvolvimento de um plano de ação, de forma coletiva e democrática visando potencializar os empreendimentos econômicos e gerar renda para que os moradores do referido Sítio se mantivessem no meio rural.
Continuando essa temática, temos o texto “Modelagem de negócios: aplicação da ferramenta CANVAS ao restaurante sabor camponês no Sítio Caboclo, em Guarabira, PB”, que apresenta um modelo de negócios para o referido restaurante nos moldes da economia solidária, considerando sempre as questões da agricultura familiar.
O desenvolvimento do projeto foi proposto em três etapas: a curto, médio e longo prazos. A curto prazo, coloca-se o fortalecimento da organização do restaurante; a médio prazo, a criação da cooperativa de economia solidária para possibilitar a comercialização dos produtos da agricultura familiar e, a longo prazo, desenvolver o turismo rural.

 

 

Camisa “E Viva A Diferença!”

Deixe uma resposta