Poesia E Imaginação é um ensaio de Ralph Waldo Emerson. Trata-se de um texto rico, dotado de filosofia, poesia e aprendizado.
O Autor nos apresenta textos preciosos de autores como: Goethe, Keats, Lord Byron, Platão, Shakespeare, entre outros poetas e romancistas clássicos.
Em uma abordagem que envolve a filosofia e aspectos literários, Poesia E Imaginação é um texto repleto de sabedoria que te levará a um maior entendimento sobre a literatura clássica e seus principais expoentes.
A percepção da matéria fez o senso comum, e por um motivo. Isto foi o berço, o estopim da criança humana. Precisamos aprender as simples leis do fogo e da água; precisamos nos alimentar, nos lavar, plantar, construir. Estes são fins de necessidade, e pioneiros na ordem da Natureza.
Pobreza, frio, fome, doença e dívida são os bedéis e oficiais que nos mantém presos ao senso comum. O intelecto, rendido a si mesmo, não pode suplantar esta necessidade tirânica. A graça restrita do senso comum é marca de todas as mentes bem fundamentadas – de Esopo, Aristóteles, Alfred, Lutero, Shakespeare, Cervantes, Franklin, Napoleão.
O senso comum, que não interfere com o absoluto, mas faz as coisas conforme sua ordem – coisas conforme aparecem – acredita na existência de matéria, não porque podemos tocá-la ou conceber sua existência, mas porque ela concorda com nós mesmos e o universo não brinca conosco, pois ele é sério, é o lar da saúde e da vida. Apesar de todos os júbilos dos poetas e dos júbilos dos santos, a pessoa mais imaginativa e sonhadora nunca faz com impunidade o menor erro neste universo particular – nunca tenta acender seu forno com água, nem carrega uma tocha para um moinho de pó. Nem tampouco pega seu selvagem cavalo de batalha pelo rabo. Não devíamos perdoar a tolice do outro, nem tampouco suportá-la em nós mesmos.

Camisa Pessoa

Deixe uma resposta