Etnografia, O Espírito Da Antropologia: Tecendo Linhagens (Homenagem A Claudia Fonseca) – O presente livro dá uma ideia do alcance do trabalho de Claudia Fonseca. Trata-se de uma justa homenagem de suas discípulas e discípulos que aprenderam com ela e seguiram seu exemplo.
Seus interesses de pesquisa foram se enunciando aos poucos. Ela começou pesquisando grupos populares. Isso a conduziu naturalmente a perceber a centralidade da família nesse universo. A seguir, estudou o processo de adoção e circulação de crianças, questões obviamente relacionadas a gênero e ao direito. Com o desenvolvimento de exames de DNA, ela começou a se interessar por seu impacto no que diz respeito à paternidade. Isso a levou a discutir o lugar da ciência em sociedades modernas. Hoje, Claudia é uma das mais respeitadas antropólogas brasileiras e uma cientista com circulação internacional.
Os capítulos são frutos de detalhadas pesquisas etnográficas voltadas aos temas que vêm sendo desenvolvidos no NACi (Núcleo de Antropologia e Cidadania do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFRGS). Esse núcleo formado por Claudia em 1985 congrega pesquisadores, professores e alunos em torno de pesquisas e na assessoria para agências ligadas a minorias e aos direitos humanos.
Todos os capítulos de Etnografia, O Espírito Da Antropologia, refletem algo que sempre foi central na trajetória de Claudia e que ela chama de “a fé no trabalho de campo”. Para ela, a pesquisa etnográfica baseada em observação participante sempre foi a pedra de toque da Antropologia.
Não existe maior gratificação para uma professora do que ver seus alunos alçarem voo próprio. É o que este livro demonstra de uma forma muito significativa. Os capítulos abordam os mais variados temas, mas todos têm em comum a preocupação em compreender o outro e suas lógicas. As discípulas e os discípulos não só absorveram os ensinamentos da mestra, mas mostraram como é possível descobrir novos caminhos a partir deles.

Camisa Vendo Mais Longe

Deixe uma resposta