José Eli Da Veiga – Amor À Ciência

Posted on Posted in Biologia, Ciências, Ciências Sociais, Filosofia, Psicologia

Amor À Ciência: Ensaios Sobre O Materialismo Darwiniano – A ideia central do livro é que não pode haver materialismo científico que não seja, antes de tudo, darwiniano. Para justificar tal afirmação, a obra apresenta uma visão panorâmica da crescente utilidade cognitiva da estrutura conceitual darwiniana em ciências tão diversas quanto a psicologia e a física quântica, passando por quase todas as ciências sociais.
É interessante que, em um livro sobre o materialismo, o autor opte por não se embrenhar em terreno filosófico, mas lide unicamente com aquilo que é histórico em relação ao materialismo darwiniano: o desenvolvimento das bases lançadas por Darwin e sua crescente apropriação por outras áreas das ciências, como a psicologia, a física quântica e diversas ciências sociais.
Partindo daí, José Eli da Veiga investiga a extrapolação do pensamento de Darwin para além da dimensão genética dos processos hereditários, evidenciando que sua contribuição ultrapassa as ciências naturais ou biológicas e concluindo que todo materialismo científico é, antes de tudo, darwiniano.
Com esta publicação, o Senac São Paulo visa contribuir para o desenvolvimento do pensamento científico no Brasil e divulgar informações acuradas sobre o materialismo e, mais especificamente, o materialismo darwiniano.
Tem dois sentidos o termo materialismo. Um deles denota ausência de ideais, decorrente de forte apego a patrimônio, dinheiro, consumismo e devoção a bens e prazeres. Mas esse é o sentido que nos dicionários aparece como por extensão. Quanto ao outro, as definições mais comuns são do tipo “corrente de pensamento que afirma a precedência da matéria sobre o espírito ou a mente”; “sistema dos que só admitem matéria, sem nada de espiritual no universo”; ou “doutrina que identifica, na matéria e em seu movimento, a realidade fundamental do universo, com a capacidade de explicação para todos os fenômenos naturais, sociais e mentais”.
Seja corrente, sistema ou doutrina, o materialismo – em seu sentido original e culto – pertenceria à filosofia. Um desses dicionários até enfatiza que ele, “constitui a base de várias escolas filosóficas, desde os antigos gregos até a época atual”.

    

 

 

Camisa Abraço De Livro

Deixe uma resposta