Análise Diagnóstica Da Política Nacional De Saúde Para Redução De Acidentes E Violências – A obra é a primeira avaliação técnica da Política Nacional De Saúde Para Redução De Acidentes E Violências, desde que ela foi criada, em 2001, quando a questão da violência entrou oficialmente na pauta da saúde pública do país.
O trabalho teve como foco os atendimentos pré-hospitalares, de emergência, hospitalares e de reabilitação em cinco capitais: Curitiba, Manaus, Recife, Rio de Janeiro e Brasília, que estão entre as mais violentas do país. A reabilitação foi o aspecto mais fraco em todas as cidades estudadas: apesar de haver serviços bons, em geral, eles são insuficientes para atender à demanda da população.
Apresentamos, aqui, uma análise crítica e comparativa do processo de institucionalização da Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências (PNRMAV) nas cinco capitais brasileiras. Compreendemos que o processo de institucionalização se realiza por meio de várias iniciativas. Uma delas, mais difusa, diz respeito à filosofia da ação.
No caso dessa política, ela se filia aos marcos da promoção da saúde, mediante a articulação do setor com diferentes segmentos sociais. Mas a PNRMAV também orienta para a necessidade de criar regulamentações, normas e protocolos visando a procedimentos, a padrões de notificação, ao investimento em tecnologias e equipamentos necessários, suficientes e adequados. E ressalta a urgência da formação de recursos humanos e hierarquias capazes de responder aos desafios da prática. Descrevemos esses caminhos neste livro.
Embora este estudo tenha focalizado espaços sociais e sanitários concretos, visando a aprofundar as possibilidades e as contradições da prática, ele poderia, sem dúvida, ser tomado como exemplo da dinâmica real do setor saúde quando é demandado para responder aos agravos, traumas e lesões provocados pelas violências e acidentes. Por isso, consideramos que a obra traz dois tipos de contribuição: uma metodológica que permite ao leitor compartilhar caminhos de pensamento e de prática de investigação passíveis de serem replicadas no processo de avaliação de políticas sociais, sobretudo de políticas de saúde.

   

 

 

Camisa O Livro E A Fantasia

Deixe uma resposta