Valeria Lima – Uma Viagem Com Debret

Posted on Posted in Artes, História

Uma Viagem Com Debret – Jean-Baptiste Debret viveu quinze anos entre os brasileiros. O produto desta longa permanência – os volumes de sua Viagem pitoresca e histórica ao Brasil – é um convite à viagem pela mente desse artista, viajante por força do destino, filósofo por tradição, historiador por opção. Ao longo do trajeto, o leitor acompanha as histórias de índios, negros e brancos, e com elas a marcha da civilização no Brasil.
Passados mais de 170 anos da estada do artista francês Jean-Baptiste Debret no Brasil, podemos estar certos de que suas imagens são nossas velhas conhecidas. Por outro lado, nem sempre sabemos que seu autor é um importante nome de nossa história cultural e artística ou, se já o sabemos, nem sempre estamos informados a respeito de sua permanência e atuação entre nós.
Os motivos de sua vinda para o Brasil e do interesse manifestado pela história do país e pelo seu reconhecimento entre as nações europeias daquele distante século XIX permanecem quase sempre encobertos pelo deleite proporcionado por suas cenas pitorescas, o impacto causado pelas imagens que “retratam” a escravidão no Brasil e a admiração diante das cenas em que celebra os grandes feitos e momentos de nossa monarquia.
Quase sempre impressionados pelo volume e variedade de imagens que Debret foi capaz de produzir e publicar, tendemos a privilegiar excessivamente a Viagem pitoresca e histórica ao Brasil como um documento de nossa história, fonte para todos os que se interessem pela realidade do Brasil Imperial.
Retomar a figura deste artista, formado na França pré-revolucionária e autor de uma série de trabalhos que celebravam a glória napoleônica, é um exercício que certamente vai nos permitir identificar, no viajante Debret, traços não muito conhecidos a seu respeito e da obra que dedica ao Brasil. Mais que um simples inventário da realidade brasileira no século XIX, seus livros são uma viagem através de sua personalidade, de suas intenções e das opções possíveis em um determinado momento da história política e cultural de nosso país.
Uma Viagem Com Debret pretende tornar mais transparente a experiência de Debret no Brasil, preenchendo algumas lacunas de informação e abordando questões capazes de estreitar nossos laços com um dos viajantes mais celebrados entre nós. Seu objetivo será atingido se, ao final da leitura, o leitor compreender por que não podemos considerar os volumes da Viagem de Debret como retratos fiéis do Brasil oitocentista, mas como um grande exemplar de pintura histórica, que traz em si os indícios de um apurado e cuidadoso processo de composição.

   

 

 

Camisa Livr’Andante

Deixe uma resposta