Alex Ribeiro Rezende & Outros – As Arnicas Endêmicas Das Serras Do Brasil

Posted on Posted in Biologia, Medicina, Saúde

As Arnicas Endêmicas Das Serras Do Brasil – Considerando a constante necessidade de novas informações de pesquisa dos Biomas Nacionais e dos grupos brasileiros que atuam na área de Farmácia com Plantas Medicinais, a PNBio teve como uma de suas metas iniciais compilar informações em uma coleção de livros com os objetivos de informação e ensino. Nesta edição, os leitores terão acesso a algumas coletâneas realizadas, por pesquisadores da área vinculados ao INCT, versando sobre atividade de plantas do Brasil.
Quando se pensa na família Asteraceae (Compositae) em que se encontra o gênero Lychnophora, sempre são lembradas uma série de plantas úteis para a humanidade. Asteraceae está presente em quase todas as categorias de plantas econômicas, com maior representatividade em áreas ligadas à alimentação, na qual muitos de seus representantes são importantes na produção de óleo vegetal e de folhagens.
Também são utilizadas espécies da família, mas com menor relevância econômica, na produção de bebidas, condimentos, adoçantes, aromatizantes, coloríficos de alimentos, bebidas, inseticidas, medicamentos, cosméticos, perfumes, resinas, corantes, vernizes, tintas, remédios, sabões e detergentes.
A família é tão importante para a alimentação que, com certeza, o leitor já experimentou algumas espécies de planta dessa família. As mais comumente utilizadas são: alface, Lactuca sativa L.; chicória, Cichorium intybus L. e escarola, Cichorium endivia L., dentre outras folhagens; alcachofra, Cynara scolymus L.; tucupi, Acmella spilanthoides Cass, erva anestésica utilizada na cultura amazônica no preparo de um caldo grosso de mandioca denominado tacacá; estragão, Artemisia dracunculus L., utilizado na culinária como tempero; girassol, Helianthus annus L., de onde é extraído o óleo de cozinha; niger, Guizotia abssynica (L.f.) Cass, utilizada como oleaginosa e os frutos usados na alimentação de pássaros.
São também importantes na produção de mel e de própolis da florada do campo) dentre os quais o alecrim-do-campo, Baccharis dracunculifolia DC, assa-peixe, Vernonia brasiliana L., V. ferruginea Less. e V. polyanthes Less., além de outras espécies. Também são citadas como impor tantes na produção de bebidas tanto artesanal como industrialmente. Como exemplo, citamos a camomila, Matricaria chamomilla L., com a qual se faz chá, e o Cynar, que é uma bebida produzida a partir do extrato de 35 espécies, mas o principal componente é a alcachofra.

Camisa “Espere Eu Acabar Esse Capítulo!”

Deixe uma resposta