O Anarquismo E O Movimento Ambiental – O problema principal com qualquer debate sobre o “movimento verde” é que ele não existe como um só corpo de ideias. No lugar disso tanto indivíduos como organizações sustentam um ranking de posições do anarquismo através do espectro político até as ideias influenciadas pelo fascismo. Qualquer termo, ambientalismo, ecologismo, etc. são definições muito vagas de um amplo corpo de ideias e práticas, provavelmente incluindo os mais amplos e mais vagos que o socialismo.
Por isso não deveríamos criar uma falsa ligação entre anarquismo e ecologismo, mas deveríamos nos perguntar que tipo de teoria e ação ambiental deveria favorecer os anarquistas por um lado, e por outro explicar por que qualquer ecologista também deveria ser um anarquista de luta de classes.
Há um bom argumento que alguns dos primeiros anarquistas, em particular Kropotkin foram os originadores de alguma das ideias de fundo comuns à teoria ambiental radical de hoje. Do mesmo modo alguns anarquistas de hoje, como Murray Bookchin, tem uma influência estendida na teoria ambiental moderna. Esta conexão histórica e atual é provavelmente pela que muitos ativistas ecológicos radicais já se descrevem como anarquistas.
Por outro lado há gente que se autodenomina ecologista com a que não temos nada em comum e que nos deveria desagradar da mesma forma que outros políticos e movimentos reacionários. Um problema principal com o movimento verde é que os elementos progressistas muitas vezes fracassam seriamente em distanciar-se dos elementos reacionários. Isto pode ter contraste com o deliberado distanciamento insinuado no slogan “Nem esquerda nem direita: Verde!”.
Pode se conseguir uma compreensão simplificada do ranking de ideias verdes se imaginarmos dois eixos de teoria de proteção do meio ambiente e as práticas:
a. Táticas de Organização: da ação direta ao parlamentarismo de líderes
b. Motivação: Do misticismo misantrópico ao materialismo humanista.
A intersecção entre as táticas de líder/parlamentar e o misticismo misantrópico é atualmente e historicamente inútil no melhor dos casos e muitas vezes excessivamente perigosa por dar cobertura às tendências políticas profundamente reacionárias. Na Alemanha em 1920, por exemplo, existia uma organização de massas chamada “Sangue e Solo” a qual representava justamente tal combinação.

Camisa Bicicleta

Deixe uma resposta