Roseane Andrelo – As Relações Públicas E A Educação Corporativa

Posted on Posted in Administração, Educação, Recursos Humanos

As Relações Públicas E A Educação Corporativa – As organizações do primeiro, segundo ou terceiro setor vivenciam realidade complexa: competitividade cada vez mais acirrada; grandes corporações fundem-se e aumentam seu poder; a globalização derruba fronteiras e faz com que símbolos desterritorializados agreguem-se a diferentes culturas; consumidores tornam-se mais críticos e, com o aparato das redes digitais, ganham amplos espaços de manifestação; a informação, mais disponível, passa a ser representada em diversas formas.
Nesse cenário, a formação permanente de público interno, que inclui todo o corpo de funcionários e a alta direção, é indispensável. Muitas empresas assumem esse papel e desenvolvem programas de educação corporativa para além do treinamento, privilegiando o desenvolvimento de atitudes, posturas e habilidades. Este trabalho tem como preceito que esse é um dos papéis das Relações Públicas, área responsável pela gestão do relacionamento entre organizações e públicos estratégicos, o que implica geração e difusão de informações por meio de diferentes recursos tecnológicos.
A proposta deste livro é que as Relações Públicas também devem atuar na formação dos públicos internos, para que saibam selecionar e utilizar as informações relevantes em ambientes organizacionais. Esse processo demanda instrumentos de comunicação dirigida, sobretudo aqueles baseados em mídia, com alcance mais amplo do que mera difusão de informação. É preciso assumir o papel dialógico da comunicação e fazer com que atores sociais também sejam emissores com competência em comunicação e informação, o que, na atualidade, pressupõe destreza no uso da linguagem digital em ambiente organizacional.
Assim, a questão que motiva o presente trabalho é: como as Relações Públicas podem promover competência em comunicação e literacia digital, visando ao acesso, ao uso e à produção de conteúdo em ambiente organizacional?
Parte-se do princípio de que, ao promover um programa de educação corporativa, baseado na aprendizagem aberta e no uso de recursos da internet e das redes sociais, o profissional de Relações Públicas concretiza o modelo simétrico de duas mãos, na relação equilibrada de interesses entre organização e público interno.
A discussão aqui apresentada alia fundamentação teórica a pesquisa de natureza aplicada, com descrição e análise dos resultados de um website baseado na abordagem de educação aberta, com foco na comunicação corporativa. Trata-se, portanto, de um trabalho centrado na interface entre comunicação e educação, o que solicitou o diálogo com teorias das duas áreas.
Este livro estrutura-se em duas partes. Na primeira, debate-se os conceitos que fundamentam a pesquisa: a centralidade da informação e suas consequências no ambiente organizacional; a necessidade de comunicação estratégica, baseada no relacionamento com diversos públicos, especialmente o interno; os novos desafios da educação, incluindo a formação de competências em informação, comunicação e linguagem digital, por meio da educação corporativa. Na segunda parte, são analisados os resultados da pesquisa empírica.

   

Faça uma doação para a Biblioteca Livr’Andante

e ganhe esta camisa ou escolha outros dos

nossos brindes.

Deixe uma resposta