James Carroll – Jerusalém, Jerusalém

Posted on Posted in História

Reunindo uma extraordinária variedade de fontes, James Carroll revela as formas pelas quais a antiga cidade de Jerusalém se transformou numa fantasia transcendente que inflama o fervor religioso como em nenhum outro lugar na face da Terra.
Esse fervor inspira tanto a história ocidental quanto o Oriente Médio, tão intensamente no presente como no passado. Uma história profundamente instigante, do significado literal e simbólico dessa cidade, na essência e nas origens do Judaísmo, do Cristianismo e do Islamismo.
A compreensão da febre de Jerusalém é a chave que abre a história do mundo, e o diagnóstico que nos oferece a melhor oportunidade para imaginar a paz.
Este livro gira em torno do ciclo de realimentação letal entre a cidade de Jerusalém real e a fantasia apocalíptica que ela inspira. Assim, este é um livro sobre duas Jerusaléns: a terrestre e a celeste, a concreta e a imaginada.
Essa duplicidade se manifesta na tensão existente entre a Jerusalém cristã e a Jerusalém judaica, entre a Jerusalém europeia e a Jerusalém islâmica, entre a Jerusalém israelense e a Jerusalém palestina, e entre a Cidade no Alto da Colina e a Nação do Messias que, desde John Winthrop, compreende a si mesma ao seu modo peculiar.
Mas todos os conflitos reconhecidamente contemporâneos têm suas bases enterradas no passado remoto, sendo o propósito deste livro escavá-las. A história sempre reverterá ao lugar real: a história de como seres humanos vivendo na crista da cadeia de montanhas a cerca de um terço do caminho entre o Mar Morto e o Mediterrâneo foram constantemente afetados pelos sonhos mirabolantes de peregrinos que, século após século, chegam às lendárias portas com amor no coração, com o fim do mundo na mente e com armas na mão.

Faça uma doação para a Biblioteca Livr’Andante

e ganhe esta camisa ou escolha outros dos

nossos brindes.

Deixe uma resposta