Eva Cristina De Carvalho Souza Mendes & Decio Brunoni – Competência Em Leitura

Posted on Posted in Educação, Letras, Literatura, Psicologia

Os resultados insatisfatórios do desempenho escolar e da aprendizagem da leitura, além das questões sobre o nível de aprendizado das crianças e possíveis fatores intervenientes, têm trazido inquietação a pesquisadores de várias áreas do conhecimento.
O desempenho dos estudantes brasileiros, aferido por meio dos exames de avaliação do Ministério da Educação (MEC), demonstra que a aprendizagem dos alunos ainda está abaixo dos padrões adequados. Esse baixo desempenho possui várias causas internas e externas à escola.
O desempenho para leitura exige que os alunos escrevam com correspondência sonora alfabética e produzam textos com algumas características da linguagem escrita, de acordo com o gênero proposto. Além disso, devem ser capazes de localizar, na leitura, informações explícitas contidas no texto informativo.
Essas seriam as competências esperadas para alunos na fase inicial de aquisição da leitura e da escrita, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Os indicadores em Língua Portuguesa apurados pela média total na Prova Brasil 2011, nos anos iniciais do Ensino Fundamental, refletem 190,6 pontos de um total de 350, o que indica que os avaliados estão no nível 3 de desempenho em leitura, conforme a escala de desempenho de Língua Portuguesa Ensino Fundamental.
De acordo com essa escala, no nível 3, os alunos localizam informações explícitas no texto, interpretam o tema abordado a partir da inferência, identificam o personagem principal e reconhecem elementos que compõem uma narrativa.
Ao final do Ensino Fundamental, espera-se que o aluno demonstre habilidades de leitura que envolvam: compreensão global de texto, avaliação e estabelecimento de relações entre textos e partes de textos mais longos e com vocabulário complexo, inferência de informações em diversos contextos e início da leitura com compreensão de textos da literatura clássica.
No estado de São Paulo, a Secretaria da Educação divulgou os resultados do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) de 2011, avaliação externa da Educação Básica em larga escala, aplicada a cada ano desde 1996.
Os resultados indicaram que cerca de 71% das escolas da rede estadual apresentaram, na avaliação dos alunos de 3º ano do Ensino Fundamental, bom desempenho para leitura, conforme critério do teste, qual seja, 53,5 de um total de 72 pontos. Já na avaliação dos alunos de 5º ano do Ensino Fundamental, a média da Rede Estadual foi de 195 pontos em Língua Portuguesa, o que equivale ao nível básico de proficiência e domínio mínimo dos conteúdos, competências e habilidades necessários para interagir com a proposta curricular do ano subsequente.

Faça uma doação para a Biblioteca Livr’Andante

e ganhe esta camisa ou escolha outros dos

nossos brindes.

Deixe uma resposta