Pierre Bourdieu – Sobre A Televisão

Posted on Posted in Ciências Sociais, Comunicação, Filosofia

Composto de três textos – os dois primeiros reproduções de um curso do Collège de France transmitido pela televisão francesa –, Sobre A Televisão, de Pierre Bourdieu disseca e desmonta os mecanismos de censura que estão por trás das imagens e discursos exibidos na TV.
Sobre A Televisão, best-seller na França, gerou acirrada polêmica, a ponto de o autor acrescentar à presente edição brasileira um posfácio em resposta às críticas recebidas. Um alerta para os perigos que tais mecanismos representam para todas as esferas culturais, perigos que também ameaçam a vida democrática e política.
Ao se insurgir contra o pouco espaço que a televisão concede ao pensamento crítico, Bourdieu luta para que esse extraordinário instrumento democrático não se converta em instrumento de opressão simbólica.
Em Sobre A Televisão, Pierre Bourdieu mostra como a participação em programas de televisão, a disposição das notícias nos jornais televisivos e a escolha do que deve ou não ser televisionado é sempre produto de permissões e censuras inconscientes. Essa inconsciência não é uma enganação. Não se trata de uma falsa consciência ou de uma ilusão, mas sim de um modus operandi internalizado.
Para o editor do jornal, é justo e legítimo utilizar linguagem neutra para falar de seus parceiros políticos e imputar culpa a seus inimigos.
Isso porque o jornalismo abre espaço para escolhas de prioridade. O jornal da televisão oculta mostrando. Ao apresentar o jogo de futebol, deixa de mostrar as mortes na favela perpetradas pela polícia.
Os debates televisivos, por sua vez, nunca apresentam posições realmente opostas, já que os debatedores são ou amigos de corredor universitário, de profissão, ou – quando não são ligados de nenhuma forma – o mediador toma para si a função de permitir ou obstruir a fala que não se enquadra ao contexto geral do programa.
É por isso que a mídia considera a discussão de presidenciáveis como um grande embate, pois sem esta emulação de oposição, desaparece sua aura de neutralidade.

   

 

 

Faça uma doação para a Biblioteca Livr’Andante

e ganhe esta camisa ou escolha outros dos

nossos brindes.

Deixe uma resposta