Telma Maciel Da Silva – Posta-Restante

Posted on Posted in Letras, Literatura

Posta-Restante analisa parte da correspondência do contista João Antônio (1937-1996), especificamente um conjunto de cartas trocadas entre o autor paulistano e o amigo e colaborador Jácomo Mandatto entre os anos de 1962 e 1995.
Nelas, a pesquisadora investiga a relação dos missivistas com o mercado editorial, bem como as estratégias utilizadas por eles para ampliar a venda dos livros. Além disso, as cartas demonstram a importância dada pelos correspondentes ao trabalho dos críticos de literatura.
A discussão sobre a linguagem empregada por João Antônio nesta correspondência também faz parte da análise. A tese central é a de que as cartas do escritor mantêm um diálogo constante com sua obra, seja do ponto de vista do tema, seja do ponto de vista formal, uma vez que há coincidências no que concerne ao trato com a linguagem.
Centenas de cartas guardam muitas similaridades com a obra do escritor, que nelas cria uma atmosfera ficcional que as faz mais um meio de difusão de sua literatura. Deste ponto de partida, é discutido ainda o estatuto do gênero “carta” e a diluição dos gêneros empreendida pelo contista em sua produção epistolar e também ficcional.
As cartas também seriam parte de um projeto, mais ou menos consciente, dos dois amigos de fundir suas imagens públicas e privadas, promovendo a diluição das fronteiras entre realidade e ficção.
Este trabalho apresentará, portanto, discussões em torno do estatuto da carta e da diluição dos gêneros empreendida pelo contista em sua produção epistolar e também ficcional. A ideia central defendida aqui é que essa atmosfera ficcional é parte de um projeto, mais ou menos consciente, dos amigos epistológrafos de fundir suas imagens públicas e privadas, promovendo a diluição das fronteiras entre realidade e ficção.
João Antônio nas cartas a Mandatto não apresenta rigor teórico, surgindo, normalmente, como pitadas, em que o contista paulistano elogia ou censura determinados trabalhos e escritores.
Contudo, esta prática, levada a cabo em todos os períodos da troca epistolar, permite ao leitor traçar um panorama dos autores diletos de João Antônio, assim como notar quais das características louvadas por ele aparecem em sua obra.

   

 

 

Faça uma doação para a Biblioteca Livr’Andante

e ganhe esta camisa ou escolha outros dos

nossos brindes.

Deixe uma resposta