Roberto Crema & Outros – Normose

Posted on Posted in Psicologia

Normose: A Patologia Da Normalidade estimula o resgate da vastidão da alma e expõe a necessidade de rever o conceito da normalidade. Com a normose se manifestando em todos os campos da nossa vida, somos normóticos quando possuímos opiniões, atitudes, comportamentos e hábitos considerados normais, mas que, numa concepção doentia, não ocasionam mudanças positivas para nossa evolução.
Em linguagem acessível e simples, Normose: A Patologia Da Normalidade proporciona a consciência dessa realidade, gerando o auto-conhecimento e a necessidade de superar conceitos em busca da plenitude do nosso ser.
Já foi normal duas pessoas se digladiarem até a morte para entreter a multidão. Também já foi normal queimar mulheres na fogueira por bruxaria e fazer pessoas trabalharem sem remuneração com direito a castigos físicos só pela cor da pele.
Era normal também humanos se alimentarem de sua própria espécie e casarem sem amor. Já foi normal passar 40 horas da semana fazendo algo que se detesta, mentir para ganhar dinheiro e devastar florestas inteiras em busca de um suposto desenvolvimento. Peraí, este último ainda é normal. Afinal, será que ser normal – e achar normais coisas que não deveriam ser – pode ser uma doença?
Segundo alguns psicólogos, sim. A doença de ser normal chama-se, segundo eles, normose: um conjunto de hábitos considerados normais pelo consenso social que, na realidade, são patogênicos em graus distintos e nos levam à infelicidade, à doença e à perda de sentido na vida.
O conceito foi cunhado quase que simultaneamente pelo psicólogo e antropólogo brasileiro Roberto Crema e pelo filósofo, psicólogo e teólogo francês Jean-Ives Leloup, na década de 1980. Eles vinham trabalhando o tema separadamente até que um terceiro psicólogo, o francês Pierre Weil, se deu conta da coincidência. Perplexo, Weil conectou os dois, e os três juntos organizaram um simpósio sobre o tema em Brasília, uma década atrás. Do encontro, nasceu uma parceria e o livro Normose: A Patologia Da Normalidade.

Faça uma doação para a Biblioteca Livr’Andante

e ganhe esta camisa ou escolha outros dos

nossos brindes.

Deixe uma resposta