Patrícia Neyva Da Costa Pinheiro & Fabiane Do Amaral Gubert (Orgs.) – Promoção Da Saúde E Prevenção Das DST/HIV/Aids Na Adolescência

Posted on Posted in Educação, Enfermagem, Medicina, Psicologia, Saúde

Este livro surgiu como forma de dar visibilidade às dissertações, teses, experiências de extensão universitária, oriundas do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará, no âmbito da Linha de Pesquisa Enfermagem e Educação em Saúde.
Neste livro estão reunidos alguns estudos de práticas centradas, principalmente em diferentes cenários da prevenção das DST/HIV/AIDS na adolescência.
Trata-se, portanto, de um livro que reúne os produtos gerados em um trajeto de construção de pesquisas e experiências de alunos, enfermeiros e professores, levando em consideração o protagonismo dos alunos no intuito de corrigir problemas ou compreender processos que permeiem a saúde do adolescente no contexto das DST/HIV/AIDS.
A Organização Mundial da Saúde define a adolescência como o período entre os 10 aos 19 anos de idade e a juventude até 24 anos, compreendendo que é nessa fase que o indivíduo abandona os interesses da infância e se insere na vida adulta, adquirindo responsabilidade sobre a sua vida e, consequentemente, sobre a sua saúde.
A adolescência é um momento de vida no qual se processam diversas transformações sociais, emocionais, corporais/físicas e cognitivas e, também, um período de crescimento e desenvolvimento humano.
Representa, muitas vezes, um período de crise, no qual o adolescente tenta se integrar a uma sociedade diante de um enorme leque de possibilidades e opções que quer explorar e experimentar.
Algumas das transformações e dificuldades que os jovens enfrentam, principalmente relacionados à sexualidade e ao uso e abuso de drogas psicoativas, aumentam as chances de os adolescentes adquirirem a infecção por HIV, fazendo-se necessário programas de prevenção e controle neste sentido.
Diante de algumas características comportamentais, que fazem com que os jovens sejam propensos à infecção pelo HIV, destaca-se a sexualidade na adolescência, pois geralmente a atividade sexual se inicia nesta fase de vida.
Apenas metade dos jovens relata uso de preservativo nas relações sexuais, seja como uma prova de amor e fidelidade do casal, ou pelo abuso de álcool e outras drogas que levam à prática do sexo inseguro.

Faça uma doação para a Biblioteca Livr’Andante

e ganhe esta camisa ou escolha outros dos

nossos brindes.

Deixe uma resposta