Julio Cortázar – Valise De Cronópio

Posted on Leave a commentPosted in Literatura

Em Valise De Cronópio há um mosaico; no mosaico, como sempre, uma única e múltiplas faces; nas faces, facetas, e assim por diante. (Com cronópios, nunca se sabe onde parar. ) Os mosaicos são múltiplos por natureza: nascem um pouco daqui e dali ; podem ser híbridos, integrar a variedade, recompor figuras inteiras através dos cacos

Raul Brandão – A Farsa

Posted on Leave a commentPosted in Literatura Estrangeira

A Farsa conta a história de Candidinha, um velha marginalizada pela sociedade, que decide, sob a farsa da submissão e da simpatia, promover a discórdia, o ódio e a maldade entre aqueles que a rodeiam. Há existências inúteis, para quem a vida se reduz ao estreito âmbito formado pelas paredes que as cercam.

Ferreira Gullar – A Luta Corporal

Posted on Leave a commentPosted in Poesia

Publicado em 1954, A Luta Corporal é o segundo livro de poemas de Ferreira Gullar. Foi com essa obra que o jovem poeta chamou atenção na cena literária brasileira, despertando o interesse de Oswald de Andrade e dos poetas concretistas Haroldo e Augusto de Campos, de quem se aproximou.