A desigualdade social tem, no âmbito escolar, a desigualdade educacional como sua correlata? Neste livro, o professor Jackson Barbosa se debruça sobre as raízes dessa problemática, resultante das diferenças sociais e econômicas persistentes na realidade brasileira.
A partir de pesquisa de campo realizada em escolas do estado de Pernambuco, traz-nos uma série de análises acerca da realidade educacional deste pedaço do Nordeste, apresentando-nos um importante ensaio de entendimento da situação atual da educação numa das periferias macrorregionais brasileiras.
O que dizer sobre os casos que fogem à regra da correlação inicial? Estudantes pobres de “sucesso”, comprovado pelo excepcional desempenho escolar ou pelo ingresso no ensino superior, atestam a ideologia da meritocracia? Quais fatores produzem estes resultados notáveis? Ou, ainda, seguindo a trilha do pensamento crítico educacional francês, no desenvolvimento educacional há variáveis que escapam às dinâmicas de suprimento material e aos arranjos sociais? Afinal, o que encontramos hoje em nossas escolas, sobretudo num dos estados mais beneficiados com as diversas políticas sociais implementadas na última década? Quais os possíveis efeitos e alterações encontrados no quadro geral da educação? Classes sociais, desigualdade econômica, saúde pública, traço urbano: estes e outros fatores despontam nitidamente das narrativas colhidas e das análises desenvolvidas pelo autor como marcadores de uma série de dinâmicas de sociabilidade determinantes para os resultados encontrados nesta pesquisa.
Estas são questões que dominam em boa medida as discussões de caráter político-educacional, discutidas por especialistas e levantadas pela população, mídia, organizações de classe ou sociais ligadas à educação. Neste sentido, podemos dizer que a presente obra perpassa por todas essas questões ao erigir a realidade da família escolar como objeto de estudo.
Por tudo isso, é com muita felicidade que, em nome do Grupo de Pesquisas e Estudos em Educação, Cultura e Política – HABITUS, convidamos à leitura deste valoroso trabalho, que nos honrosa com sua colaboração e parceria investigativa.

Deixe uma resposta