Por que ler Shakespeare é de autoria da mais renomada especialista brasileira no “bardo de Stratford”, Bárbara Heliodora. Outro motivo por que ler este livro é a existência de uma lenda persistente sobre o fato de a existência de Shakespeare ter sido uma lenda…
Daí a autora refutá-la – seguindo outros especialistas renomados – em sua síntese biográfica (“Um retrato do artista”), apoiada no “Ensaio de leitura”, que se inicia com a descrição (incluindo ilustrações) do teatro elisabetano, de cuja consolidação Shakespeare participou como autor e “homem de teatro”.
Se o bom teatro nos ajuda a melhor compreender o ser humano, William Shakespeare o faz como ninguém. Sua paixão sem limites pela humanidade resultou em imensa viagem pelo corpo e pela alma de seus semelhantes, tratados todos com a mesma compaixão; tinha o mesmo fascínio pelos incontáveis aspectos do potencial humano.
Se for necessário apresentar motivos pelos quais se deva ler Shakespeare hoje em dia, todos eles poderão ser encontrados em sua capacidade de investigar e compreender a fundo os processos do ser humano, tanto em sua condição de indivíduo como de integrante de um grupo social.
Nessas palavras estão incluídos não só o grupo social imediato, em que o sujeito vive o seu dia-a-dia, mas também o quadro mais amplo no qual esse grupo imediato se insere, pois o bem da comunidade é o primeiro referencial de todas as obras teatrais shakespearianas, sejam elas comédias, peças históricas ou tragédias.
Nada parece fascinar mais William Shakespeare que a abrangência do potencial humano, e não aparece em sua produção nenhum tipo de preconceito ou julgamento mesquinho.
Porém, com sua imensa galeria de mais de oitocentos personagens, ante cada ação, cada atividade, ele parece apenas alertar-nos para o fato de que o homem também é capaz de mais esta ou aquela ação ou emoção.

   

Deixe uma resposta